Modelo híbrido para desenvolvimento de conceito em enfermagem utilizando revisão integrativa e análise de conteúdo

Autores

  • Luana Flavia da Silva Talmelli Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-EERPUSP http://orcid.org/0000-0003-0212-5299
  • Aline Cristina Martins Gratão Universidade Federal de São Carlos-UFSCar
  • Rosalina Aparecida Partezani Rodrigues Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-EERPUSP

Palavras-chave:

Métodos, Análise de conceito, Enfermagem, Revisão Integrativa

Resumo

Trata-se de uma discussão teórica que analisa a utilização do Modelo Híbrido de Desenvolvimento de Conceito como método de pesquisa. Existe na literatura uma variedade de métodos para o desenvolvimento e análise de conceito. Na enfermagem, o desenvolvimento de conceitos é uma forma de expansão e evolução do conhecimento, porem faltam discussões sobre esses métodos. O Modelo Hibrido de Desenvolvimento de Conceito consiste na interface entre a análise teórica e dados empíricos que identifica, analisa e refina os conceitos ainda na fase inicial do processo de desenvolvimento da teoria. Na fase teórica um dos métodos que podem ser elegidos é a revisão Integrativa da Literatura que permite a identificação da essência do conceito e sua definição conforme propõe o método. Para a fase empírica a Análise de Conteúdo Temática com a realização de grupos focais permite enfatizar o componente empírico do modelo, utilizando-se de métodos qualitativos para analisar e selecionar os componentes do conceito. A Fase final do método consiste na construção da interface entre a fase teórica e empírica permitindo assim o refinamento dos componentes do conceito. Abstract: This is a theoretical discussion that analyses the use of the Hybrid Model of Concept Development as a research method. There is a variety of literature methods for the development and concept analysis. In nursing, the development of concepts is a form of expansion and evolution of knowledge, however there is a lack of studies that address discussions about these methods. The Hybrid Model of Concept Development is the interface between the theoretical analysis and empirical data that identifies, analyzes and refines concepts still in the early stage of theory development process. In the theoretical phase one of the methods that can be chosen is the integrative review of the literature that allows the identification of the essence of the concept and its definition as proposed by the method. For the empirical phase the Thematic Content Analysis using the focus group allows you to emphasize the empirical component of the model, using qualitative methods to analyze and select the concept components. The final phase of the method consists in building the interface between the theoretical and empirical phase thus allowing the refinement of the concept components.Keywords: Methods; Concept analysis; Nursing; Integrative Review 

Biografia do Autor

Luana Flavia da Silva Talmelli, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-EERPUSP

Enfermeira Doutora em Ciencias da Saúde

Aline Cristina Martins Gratão, Universidade Federal de São Carlos-UFSCar

Professora Adjunta do Departamento de Gerontologia da Universidade Federal de São Carlos, UFSCar. São Paulo, Brasil

Rosalina Aparecida Partezani Rodrigues, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-EERPUSP

Professora Titular do Departamento de Enfermagem Geral e Especializada da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto, SP

Referências

Rodgers BL. Philosophical foundation of concept development. In: Rodgers BL, Knafl KA (eds.). Concept development in nursing. 2nd ed. Philadelphia: Saunders; 2000. p. 7-37.

Rodgers BL, Knafl KA. Introduction to concept development in nursing. editors. In: Rodgers BL, Knafl KA (eds.). Concept development in nursing. 2nd ed. Philadelphia: Saunders; 2000. p. 1-6.

Fernandes MGM, et al. Análise conceitual: considerações metodológicas. Rev Bras Enferm 2011; 64(6): 1150-60.

Rodgers BL. Concept, analysis, and the development of nursing knowledge: The evolutionary cycle. J Adv Nurs 1989; 14(14):330-35

Schwartz-Barcott D, Kim, HS. An expansion and elaboration of the Hybrid Model of Concept Development. In: Rodgers BL, Knafl KA (eds.). Concept development in nursing. 2nd ed. Philadelphia: Saunders; 2000. p. 129-59.

Rodgers BL, Knafl KA. Application and future direction for concept development in nursing. In: Rodgers BL, Knafl KA (eds.). Concept development in nursing. 2nd ed. Philadelphia: Saunders; 2000. p. 401-409.

Talmelli-Ruy LF. (Tese). Incapacidade funcional de idoso: análise de conceito. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto/USP. Ribeirão Preto.2013

Rodgers BL . Concept analysis: an evolutionary view. In: Rodgers BL, Knafl KA (eds.). Concept development in nursing. 2nd ed. Philadelphia: Saunders; 2000. p. 77-102.

Poles K. (Tese). O Desenvolvimento de Conceito de Morte Digna na UTI Pediátrica. Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. 2008.

Broome ME. Integrative reviews for development of concepts. In: Rodgers BL, Knafl KA (editors). Concept development in nursing. 2nd ed. Philadelphia: Saunders; 2000. p. 231-250.

Galvão CM, Mendes KDS, Silveira RCCP. Revisão Integrativa: métodos de revisão para sintetizar as evidências disponíveis na literatura. In: Brevidelli MM, Sertório SCM. TCC Trabalho de Conclusão de Curso: guia prático para docentes e alunos da área da saúde, 4 ed. Iátria; 2010. p.107-25.

Ganong LH. Integrative reviews of nursing research. Res Nurs Health 1987; 10(1):1-11.

Cooper HM. The integrative research review: a systematic approach. Beverly Hills: Sage Publication, 1984

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão Integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm 2008; 17(4):758-64.

Roman AR, Friedlander MR. Revisão Integrativa de pesquisa aplicada à enfermagem. Cogitare Enfermagem 1998; 2(2):109-12.

Ursi ES. (Dissertação) Prevenção de lesões de pele no perioperatório: revisão integrativa da literatura. Escola de Enfermagem, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2005.

Whittemore R, Knafl K. The integrative review: updated methodology. J Adv Nurs 2005; 52(5):546-53.

Braun V, Clarke V. Using thematic analysis in psychology. Qualitative Research in Psychology, 2006, 3(2), 77-101,.

Morgan D. Focus group as qualitative research. Qualitative Research Methods. Series 16, 2nd. London: Sage Publications 1997.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec; 2007

Downloads

Publicado

2016-06-03

Edição

Seção

Pesquisa, Teoria e Metodologia