Os signos da beleza, do feminino e do perfume na publicidade e design de embalagem de Floratta, Cerejeira em Flor

Autores

Palavras-chave:

Design, Branding, Marca

Resumo

Este artigo analisa o anúncio publicitário de Floratta Cerejeira em Flor, perfume feminino de O Boticário. Seu objetivo é revelar os signos associados à beleza, ao feminino e à embalagem do produto no design da peça estudada. Para tanto, exploramos os pontos de vista qualitativos-icônicos, singulares-indicativos e convencionais-simbólicos, utilizando a semiótica peirceana como embasamento desta reflexão. De início, contextualizamos a relevância da publicidade nos estudos semióticos do design. Em seguida, apresentamos objetivos e conceitos que guiaram o trabalho; desenvolvemos sua análise e encerramos expondo as considerações finais.Palavras-chave: branding; design; perfume feminino

Biografia do Autor

Maria Collier de Mendonça, UFSC

Bolsista CAPES. Pós-Doutorado em andamento no Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento (PPGEGC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Doutora (2014) e Mestre (2010) em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Realizou estágio de doutorado sanduíche na York University, em Toronto, Canadá (2013), com bolsa Capes. Bacharel em Comunicação Social com Habilitação para Publicidade e Propaganda pela ESPM-SP (1993). Tem 23 anos de experiência profissional em planejamento de comunicação e pesquisa de marketing e opinião pública. Trabalhou nas áreas de atendimento, planejamento e pesquisa das agências de publicidade e institutos de pesquisa: Ogilvy & Mather, Young & Rubicam, Talent, Research International, Loducca e JW Thompson. Pesquisou o tema das representações maternas na publicidade no mestrado e doutorado, sob orientação do Prof. Dr. Oscar Cesarotto. Participa do grupo de pesquisa SIGMO (Significação da Marca, Informação e Comunicação Organizacional), liderado pelo Prof. Dr. Richard Perassi na UFSC. Colabora com os grupos de pesquisa: GRUSCCO (Grupo CNPq de Pesquisa em Subjetividade, Comunicação e Consumo, ESPM-SP); CESPUC (Centro de Estudos em Semiótica e Psicanálise, PUC-SP e UFSCAR); SOCIOTRAMAS, Grupo de Estudos Multitemáticos em Redes Sociais Digitais (PUC-SP, TIDD) e MIRCI (Motherhood Initiative for Research and Community Involvement,York University, Canadá). 

Richard Perassi Luiz de Sousa, UFSC

Doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2001), Mestre em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1995), Bacharel e Licenciado em Artes pelo curso de Educação Artística da Universidade Federal de Juiz de Fora (1986). Realizou pós-doutorado no Instituto de Arte e Design (IADE/Lisboa, 2015). Atualmente, é professor titular na Universidade Federal de Santa Catarina, lecionando nos cursos de graduação em Design e Animação, também, nos cursos de mestrado e doutorado dos programas de pós-graduação em Design (Pós Design/UFSC) e Engenharia e Gestão do Conhecimento (PPEGC/UFSC). Anteriormente, de 1986 a 2006, foi professor de Arte e Arte Educação na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Dispõe de amplo currículo como artista plástico, atuou como Chefe da Coordenadoria de Cultura Universitária (UFMS, 1990 a 1994) e como Secretário de Estado de Cultura de Mato Grosso do Sul (1999). É professor, pesquisador e produtor experiente nas áreas de Artes Visuais, Arte Educação, Comunicação, Semiótica e Design. É líder do grupo de pesquisa Significação da marca, informação e comunicação organizacional (SIGMO/UFSC/CNPq). Entre outras produções, é autor dos livros: Do Ponto ao Pixel: Sintaxe Gráfica no Videodigital (CCE/UFSC, 2015) e Roteiro Didático da Arte na Produção do Conhecimento (EDUFMS, 2005). 

Referências

AMBROSE, G.; HARRIS, P. Layout. Porto Alegre: Bookman, 2012.

ARGAN, G. C. Arte Moderna. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

PERFUMES florais femininos. Disponível em: <https://www.belezanaweb.com.br/perfumes/feminino/floral>. Acesso em 29/08/2018.

BOTTICELLI, S. O Nascimento de Vênus, 1485. Têmpera sobre tela, 172.5 cm × 278.5 cm, Galeria dos Uffizi, Florença, Itália. Disponível em: <http://www.italian-renaissance-art.com/Birth-of-Venus.html>. Acesso em 29/08/2018.

DANESI, M. Why it sells: decoding the meanings of brand names, logos, ads, and other marketing and advertising ploys. Maryland: Rowman & Littlefield, 2008.

______. Brands. New York: Routledge, 2006.

FRANÇA, M. S.; QUELUZ, M. L. P. O estéreo entre o cravo e a rosa: representações de gênero em frascos de perfume. In: QUELUZ, M. L. P. Design & Consumo. Curitiba: Peregrina, 2010, p. 179-208.

GONÇALVES, M. L. S. A mulher Ofélia: um contraste entre o natural e o social. Revista Vertentes v. 19, n. 01, 2011. Disponível em:<https://ufsj.edu.br/portal2-repositorio/File/vertentes/v.%2019%20n.%202/Meire_Lisboa.pdf>: Acesso em 29/08/2018.

JAPÃO EM FOCO. Hanami Festival: contemplar as flores de cerejeira. Disponível em:<http://www.japaoemfoco.com/hanami-festival-contemplar-as-flores-de-cerejeira/>. Acesso em 29/08/2018.

KEHL, M. R. Deslocamentos do feminino. Rio de Janeiro: Imago, 2008.

NIEMEYER, L. Elementos de semiótica aplicados ao design. Rio de Janeiro: 2AB, 2010.

NÖTH, W. Panorama da semiótica: de Platão a Peirce. São Paulo: Annablume, 2008.

O BOTICÁRIO. O Boticário busca inspiração na flor de cerejeira para Floratta. (25 jan. 2013). Disponível em: http://www.boticario.com.br/Press-Releases/news/n11-25-01-2013. Acesso em 29/08/2018.

______. Conheça o produto. Disponível em: <http://www.boticario.com.br/floratta-cerejeira-em-flor-des--colonia-100ml-19679/p?idsku=2000798>. Acesso em 29/08/2018.

PEREZ, C. Gestão e Semiótica da Marca: a Publicidade como Construção e Sustentação Signica. In: Intercom XXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 30, 2007, Santos. Anais do XXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. São Paulo: Intercom, 2007. p. 1 - 12. Disponível em: <http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2007/resumos/R1644-1.pdf>. Acesso em: 29 ago. 2018.

PROPMARK. O Boticário anuncia as novas fragrâncias de Floratta. Campanha é inspirada no significado da flor de cerejeira para a cultura oriental

(28 jan. 2013). Disponível em: <http://propmark.com.br/anunciantes/o-boticario-apresenta-novas-fragrancias-de-floratta>. Acesso em 29/08/2018.

ROUSSO, F. A beleza através da história. In: FAUX, D. S. et al. Beleza do Século. São Paulo: Cosac & Naify, 2000, p. 25-78.

______. Os perfumes. In: FAUX, D. S. et al. Beleza do Século. São Paulo: Cosac & Naify, 2000, p.325- 392.

SANTAELLA, L. Semiótica aplicada. São Paulo: Thomson, 2002.

______. O que é semiótica? São Paulo: Brasiliense, 2007. (Primeiros Passos)

______. Leitura de imagens. São Paulo: Melhoramentos, 2012. (Como eu ensino)

SANTAELLA, L.; NÖTH, W. Comunicação e semiótica. São Paulo: Hacker Editores, 2004.

______. Estratégias semióticas da publicidade. São Paulo: Cengage, 2010.

WATERHOUSE, J. W. Ophelia (by the pond), 1894. Óleo sobre tela, 73,5 cm x 124, 5 cm, Coleção Privada. Disponível em: <http://www.jwwaterhouse.com/view.cfm?recordid=23>. Acesso em 29/08/2018.

WHEELER, A. Design de identidade da marca. Porto Alegre: Bookman, 2008.

Downloads

Publicado

2019-08-30

Edição

Seção

Artigos