Enfermeiros educadores no ensino superior: as especialidades à luz das Inteligências Múltiplas (IM) [Nurse educators in higher education: the specialties in the light of Multiple Intelligences (MI)]

Autores

  • Rafael Braga Esteves Universidade de São Paulo/Graduando do 10° período do curso de Bacharelado e Licenciatura em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Larissa Helena de Jesus Sigaki Universidade de São Paulo/Graduando do 10° período do curso de Bacharelado e Licenciatura em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Marlene Fagundes Carvalho Gonçalves Universidade de São Paulo/Professora Doutora, docente da área de Ciências Humanas do Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

Palavras-chave:

Docentes de Enfermagem, Instituições Acadêmicas, Inteligência

Resumo

Este trabalho tem como objetivos identificar, segundo a Teoria de Inteligências Múltiplas de Howard Gardner, as inclinações das inteligências apresentadas por docentes e especialistas numa escola de formação de enfermeiros; e relacionar as inteligências encontradas ao perfil de caracterização dos enfermeiros, especialmente quanto à sua especialização e atuação profissional. Gardner considera como Inteligências Múltiplas: a Linguística, a Lógica-Matemática, a Espacial, a Musical, a Corporal-Cinestésica ou Físico-Cinestésica, a Interpessoal, a Intrapessoal e a Naturalista. Trata-se de uma pesquisa descritiva, transversal e exploratória com abordagem qualitativa. Para tal foi aplicado um questionário para caracterização do perfil dos enfermeiros e o Inventário de Inteligências Múltiplas para Adultos13, adaptado semanticamente para o Brasil, para fins de pesquisa. Foi realizada análise estatística descritiva dos dados, no Pacote Estatístico para as Ciências Sociais – Statistical Package for the Social Sciences (SPSS). A literatura trás que é esperado do profissional de enfermagem um bom desenvolvimento de suas inteligências pessoais, ligadas à liderança, habilidade em trabalhar com equipes, humanização e outras características emocionais envolvidas. Reconhece-se a importância de estudar tais características para o enfermeiro, porém faz-se necessário identificar outras inteligências presentes, como também pontos pouco desenvolvidos, que podem ser mais trabalhados na formação do profissional, merecendo mais atenção da enfermagem. ABSTRACT - This work aims to identify, according to the Theory of Multiple Intelligences by Howard Gardner, the slopes of the intelligence presented by professors and experts in a training school for nurses and correlate the intelligence found the profile characterization of the nurses, especially as to their expertise and professional performance. Gardner sees as Multiple Intelligences: The Linguistic, Logical-Mathematical, Spatial, Musical, Bodily-Kinesthetic or the Bodily-kinesthetic, Interpersonal, Intrapersonal and Naturalistic. This is a descriptive, transversal and exploratory qualitative approach. To this end a questionnaire was applied to characterize the profile of nurses and the Inventory of Multiple Intelligences to Adultos13, semantically adapted to Brazil, for research purposes. Statistical analysis was performed descriptive data, the Statistical Package for Social Sciences - Statistical Package for Social Sciences (SPSS). The literature behind what is expected of a good nursing professional development of their personal intelligences, relating to leadership, ability to work with teams, humanization and other emotional characteristics involved. We recognize the importance of studying such features to the nurse, but it is necessary to identify these other intelligences, as well as undeveloped points that can be worked on more professional training, deserving more attention in nursing.Keywords: Faculty, Nursing; Schools; Intelligence

Biografia do Autor

Rafael Braga Esteves, Universidade de São Paulo/Graduando do 10° período do curso de Bacharelado e Licenciatura em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

Graduando do 10º período do curso, Bacharelado e Licenciatura em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (EERP/USP). Monitor da disciplina Cuidado Integral em Saúde II (EERP/USP). Membro do Sigma Theta Tau Internacional Membership - Rho Upsilon Chapter desde 2010. Participa de grupos de estudos em Educação e Saúde (vinculado a CAPES) do Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas (DEPCH/EERP-USP). Foi bolsista da Pró Reitoria de Cultura e Extensão em 2008, bolsista do SESU/MEC em 2009 e bolsista da Pró Reitoria de Graduação em 2010. Bolsista do Programa de Estímulo ao Ensino de Graduação- (PEEG) em 2011. Egresso do Programa de Educação Tutorial (PET/EERP/USP) vinculado ao SESU/MEC, no período de 2009 a 2011. Foi Monitor da Disciplina Cuidado Integral em Saúde I (EERP/USP) no ano de 2011.

Larissa Helena de Jesus Sigaki, Universidade de São Paulo/Graduando do 10° período do curso de Bacharelado e Licenciatura em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

Graduando do 10º período do curso Bacharelado e Licenciatura em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Membro do Sigma Theta Tau Internacional Membership - Rho Upsilon Chapter desde 2010. Participa de grupos de estudos na área de Pediatria e grupo de estudos em Educação e Saúde (vinculado a CAPES) do Departamento Materno-Infantil e Saúde Pública (DMISP/EERP-USP) e do Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas (DEPCH/EERP-USP)

Marlene Fagundes Carvalho Gonçalves, Universidade de São Paulo/Professora Doutora, docente da área de Ciências Humanas do Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de São Carlos (1984), mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1990) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (1996). Atualmente é Professora Doutora da Universidade de São Paulo, docente da área de Ciências Humanas do Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, orientadora credenciada do Programa de Pós Graduação em Enfermagem Psiquiátrica (Mestrado e Doutorado). Membro do Grupo de Pesquisa Educação em Saúde/Enfermagem, cadastrado no Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq .Tem experiência na área de Educação, com ênfase em ensino-aprendizagem, atuando principalmente nos seguintes temas: abordagem histórico-cultural, ensino-aprendizagem escolar, promoção de saúde na educação básica, ensino de graduação em enfermagem/saúde.

Downloads

Publicado

2012-08-20

Edição

Seção

Artigos originais