The Heuristic Method applied to Design for Sustainability in Urban Agriculture

Autores

Palavras-chave:

Design for Sustainability. Heuristics. Urban Agriculture.

Resumo

This article presents a study to identify heuristics that allow expanding social cohesion in urban agriculture initiatives. For this, two ex-post-facto case studies were carried out from Rotterdam (Netherlands) and Geneva (Switzerland). Another objective of the research is to reflect on the use of these heuristics in Service Design and Design for Social Innovation. The Heuristic Method is presented with the grounded theory approach and the steps of the method for identifying the heuristics. Finally, the contribution of this research is in the proposal of meta-actions for its conversion into Design actions based on the ten identified heuristics.

Biografia do Autor

Mariana Schmitz Gonçalves, Universidade Federal do Paraná (UFPR)

É curadora de conteúdo e designer na plataforma Projectool, website que disponibiliza ferramentas de Design Centrado no Humano em português de forma gratuita. É mestre em Design pela Universidade Federal do Paraná e pesquisou no Núcleo de Design & Sustentabilidade da UFPR em Curitiba. Possui graduação em Design com ênfase em Programação Visual pela Universidade da Região de Joinville - UNIVILLE (2015) com intercâmbio de dois semestres no curso de Design de Comunicação na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (Portugal). Se interessa principalmente pelos seguintes temas: Design para a Sustentabilidade, Design para Inovação Social, Design Participativo.

Aguinaldo dos Santos, Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Técnico em Mecânica de Automóveis pelo SENAI/PR (1984), graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Paraná (1992), mestrado em Engenharia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1995), doutorado em Gestão da Produção pela Salford University (1999) e Pós-doutorado em Design Sustentável pelo Politecnico di Milano (2009). É bolsista produtividade nível 2 do CNPq onde coordenou o Comitê Assessor de Design de 2005 a 2007. Foi professor visitante da Escuela Militar del Ecuador (Equador) e da Strathclyde University (Escócia) e do Mestrado em Design Estratégico do Politecnico di Milano (Itália). É professor Associado I do Departamento de Design da Universidade Federal do Paraná desde 2002, tendo atuado no Mestrado em Construção Civil (2000 a 2011) e Mestrado em Design (2005 até o presente). Foi coordenador de Transferência de Tecnologia da Agência de Inovação da UFPR de julho de 2009 a julho de 2010 e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Design da UFPR entre agosto de 2011 e agosto de 2013. É membro do conselho editorial dos periódicos Product (IGDP), Revista Tecnologia e Sociedade e International Journal of Disaster Resilience in the Built Environment, além de revisor ad hoc dos periódicos Ambiente Construído, Construction Management & Economics, Design em Foco, Estudos em Design, Journal Household and Personal Care Today, Journal of Construction on Developing Countries e Produção. Sua área de atuação inclui a lean production e o design para a sustentabilidade, tendo como objeto de pesquisa principal a habitação de interesse social e sistemas produto+serviço. É coordenador do Núcleo de Design & Sustentabilidade da UFPR desde 2002.

Referências

CARSTENS, K. Uit Je Eigen Stad City Farm – From Your Own Town. 28 mai. 2013. Susdane. Disponível em: <http://susdane.com/food/2013/5/28/uit-je-eigen-stad-city-farm-from-your-own-town>. Acesso em: 29 out. 2019.

CHARMAZ, K. A Construção da Teoria Fundamentada: Guia prático para análise qualitativa. Artmed, Porto Alegre, 2009.

CHAVES, A. et al. Design para a sustentabilidade: Dimensão Social. Curitiba, PR: Insight, 2019.

CIPOLLA, C. et al. Service Design for Social Innovation: the Promotion of Active Aging in Rio De Janeiro. In: Service Design Geographies. Proceedings of the ServDes. 2016 Conference. Linköping University Electronic Press, 2016. p. 365-375.

ELMQVIST, Thomas (Ed.). The Urban Planet: Knowledge Towards Sustainable Cities. Cambridge University Press, 2018.

FENIMAN, Eduardo Henrique. Hortas curitibanas: as representações simbólicas do cultivo de alimentos na cidade. 2014. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Paraná.

Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO). Urban Agriculture. Disponível em: <http://www.fao.org/urban-agriculture/en/> Acesso em: Junho 2019.

GENÈVE CULTIVE. Map. Ferme urbaine. 2018. Disponível em: <http://www.genevecultive.ch/map>. Acesso em: 31 out. 2019

HARVEY, D. Cidades rebeldes: do direito à cidade à revolução urbana. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

KARUPPANNAN, Sadasivam; SIVAM, Alpana. Social sustainability and neighbourhood design: an investigation of residents' satisfaction in Delhi. Local Environment, v. 16, n. 9, p. 849-870, 2011.

KJØLLESDAL, Anders; ASHEIM, Jonas; BOKS, Casper. Embracing Social Sustainability in Design Education: A Reflection on a Case Study in Haiti. Scandinavian Journal of Educational Research​, v. 58, n. 2, p. 173-188, 2014.

KLOOT, W. How a Rotterdam Squat Became a Cutting-Edge Farm. Vice Magazine. 20 fev. 2015. Disponível em: <https://www.vice.com/en_us/article/8qkjqg/how-a-rotterdam-squat-became-a-cutting-edge-farm>. Acesso em: 29 out. 2019.

KNAPP, Ladina. Implementing urban agriculture in Europe: A case study of urban agriculture projects in the Netherlands and Switzerland. Tesis tidak diterbitkan. Wageningen: Wageningen University and Research Centre. 2013.

LEHMANN, H. A Grounded Theory of International Information Systems. Doctor of Philosophy Thesis, The University of Auckland, 2001.

MANZINI, E. Design quando todos fazem design: uma introdução ao design para inovação social. Tradução Luzia Araujo. São Leopoldo, RS: Ed. Unisinos, 2017.

MORAES, Antonio Carlos Robert. Ideologias geográficas. São Paulo: Annablume, 2005.

MORITZ, S. Service design: practical access to an evolving field. Köln International School of Design, 2005.

MOUGEOT, L. J.A. Agricultura Urbana – conceito e definição. Revista Agricultura Urbana n01. Julho de 2000. Disponível em: <http://www.agriculturaurbana.org.br/RAU/AUrevista.html>. Acesso em abril 2019.

NAGIB, Gustavo. Agricultura urbana como ativismo na cidade de São Paulo: o caso da Horta das Corujas. 2016. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

NIKOLAIDOU, Sofia. Emerging forms of Urban Gardening in Geneva. Urban Allotment Gardens in European Cities Future, Challenges and Lessons Learned. Short Term Scientific Mission Report. 2014.

ON THE GRID. Uit Je Eigen Stad. 201-. Disponível em: <https://onthegrid.city/rotterdam/west/uit-je-eigen-stad>. Acesso em: 29 out. 2019.

PRÉ EN BULLE. Beaulieu. Disponível em: <https://www.preenbulle.ch/113/Beaulieu> Acesso em: 16 out. 2019.

RUAF. Resource Centres on Urban Agriculture & Food Security Foundation. Urban Agriculture and City Region Food Systems: What and Why. 2015. Disponível em: <https://ruaf.org/urban-agriculture-and-city-region-food-systems/ - urban-and-peri-urban-agriculture>. Acesso em: 04 de mai. de 2020.

REYNOLDS, R. On guerrilla gardening: a handbook for gardening without boundaries. Reino Unido: Bloomsbury, 2009.

SANTOS, Aguinaldo dos (org). Seleção do Método de Pesquisa: guia para pós-graduandos em Design e áreas afins. Editora Insight, 2018.

TRACEY, D. Guerrilla gardening: a manualfesto. Canadá: New Society, 2007.

VEENHUIZEN, R. VAN (Ed.). Cities farming for the future: urban agriculture for green and productive cities. Holanda: RUAF & IDRC, 2006.

VERSTRAETEN, René. Uit Je Eigen Stad ENGLISH. Alessandro Rossi/MAMMUT FILM. 22 mar. 2017. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=QQ_c7v-wVxI>. Acesso em: 20 out. 2019.

Downloads

Publicado

2022-01-08

Edição

Seção

Artigos