A Governança como instrumento de ampliação da Regionalização da Saúde no Rio Grande do Sul

Rosângela Dornelles, Silvia Coutinho Areosa

Resumo


Este artigo decorre de uma pesquisa que teve como objetivo investigar o papel da governança como instrumento de análise na garantia da cooperação e articulação na formação de arranjos que proporcionem a regionalização da saúde. O estudo teve enfoque qualitativo. Foram realizadas vinte quatro entrevistas com integrantes do governo do Estado, do Hospital, das secretarias municipais de saúde, além de integrantes dos Conselhos Municipais de Saúde. A análise dos dados ocorreu através da análise de conteúdo. Constatamos que as redes de saúde, constituídas a partir da oferta de serviços, criaram um instrumento de governabilidade para os atores da região, mas limitou a governança regional apenas ao processo de contratualização desses serviços. Além, da regionalização da saúde, ser um elemento potencializador da governança regional, podemos afirmar que é o próprio conjunto de atores, que estão envolvidos na implementação da política de saúde, que condiciona como a atenção à saúde se materializa nos territórios.

 

Palavras-chave –Governança.Regionalização. Redes.


Palavras-chave


Sistema Único de Saúde; Políticas de Saúde;

Texto completo:

PDF


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.