Suicídio, Gênero e Sexualidade na era digital

Thiago Nagafuchi, Rubens de Camargo Ferreira Adorno

Resumo


Neste artigo, discutimos a questão do suicídio da população LGBTQIA+ por meio de um caso de uma mulher trans que, antes de seu suicídio, publicou carta de despedida no Facebook e comentário dizendo que a transfobia teria sido o principal motivo para o seu ato; e sua repercussão com a criação da hashtag “#MinhaPrimeiraTentativa” na rede social, por onde algumas pessoas relataram suas experiências com tentativas de suicídio. Nosso objetivo, aqui, é ampliar a discussão do suicídio na população LGBTQIA+ por meio de uma abordagem antropológica e contemporânea que considera a internet como importante forma de comunicação da vida, da morte, dos controles, dos sofrimentos e das subjetividades e que, por isso, também é relevante para as discussões atuais sobre o fenômeno do suicídio.

Palavras-chave


suicídio, gênero, sexualidade, antropologia, antropologia digital

Texto completo:

PDF/A


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.