Sobre a Revista

Foco e Escopo

Missão

Publicar artigos de estudantes, professores e pesquisadores de Cursos de Pós-Graduação em Tradução, Letras, Artes e Ciências Humanas e Sociais, oferecendo um espaço de difusão e discussão da produção acadêmica nestas áreas.

Objetivos

Possibilitar uma verdadeira troca de reflexões e experiências na área de Estudos da Tradução, Letras e Linguística, assim como fortalecer a visibilidade da tradução como prática e como disciplina teórica.

Público alvo

 

Discentes e docentes dos vários Programas de Pós-graduação em Estudos da Tradução, Letras e Linguística.

Políticas de Submissão

O processo editorial da revista se caracteriza pela avaliação cega de pares (double blind peer review). Os trabalhos, uma vez recebidos, são encaminhados para especialistas no assunto para análise, atendendo aos critérios da política editorial desse periódico.

A preparação dos números semestrais da In-Traduções fica sob a responsabilidade de um editor chefe pertencente ao colegiado do PPGET/UFSC e de um (a) editor(a) adjunto rotativo(a) escolhido entre os alunos do PPGET.

Tipos de documentos aceitos para publicação na revista

A In-Traduções recebe originais inéditos de artigos resultantes de pesquisa científica; ensaios de caráter teórico fundamentados em revisão de literatura, resenhas de livros e resenhas de traduções, sempre que sejam de livros publicados nos dois últimos anos. Tais textos poderão estar escritos em alemão, espanhol, francês, inglês, italiano e português.

Processo de Avaliação pelos Pares

A preparação dos números semestrais da In-Traduções fica sob a responsabilidade de um editor chefe pertencente ao colegiado do PPGET/UFSC e de um (a) editor(a) adjunto rotativo(a) escolhido entre os alunos do PPGET.

Com o objetivo de assegurar a excelência da publicação, cada artigo ou contribuição submetida (tradução, resenha, etc.) é avaliado por pelos menos dois pareceristas na forma de double blind peer review. Um deles será do Conselho Editorial, composto por professores e pesquisadores de diversas universidades e instituições de pesquisa brasileiras e estrangeiras; enquanto o outro parecerista será do Conselho Executivo, integrado por docentes e discentes do PPGET/UFSC, que se responsabiliza-se pelo trabalho de encaminhamento dos artigos aos pareceristas e pela montagem da revista de acordo com os critérios de publicação adotados.

Os originais poderão ser: - Aceitos na íntegra, sem restrições; - Aceitos na íntegra, com algumas alterações; ou, - Rejeitados. Quando houver a necessidade de alterações referentes apenas a aspectos gramaticais, ortográficos e de ordem normativa, com vistas a manter a homogeneidade da publicação, a Comissão Editorial se dá o direito de fazer as modificações necessárias, respeitando o estilo do autor. Nos demais casos, o autor reformulará o texto conforme o que for solicitado pelos pareceristas.

O tempo padrão para conclusão de uma avaliação é de dois meses.

Nota: A Revista In-Traduções detém todos os direitos autorais sobre a edição dos trabalhos aceitos. Uma nova publicação do mesmo texto, de iniciativa de seu autor ou de terceiros, deverá estar sujeita à menção da precedência de sua publicação neste periódico, citando-se a edição e data dessa publicação. A revista não se responsabiliza pelos conceitos, ideias e opiniões emitidas pelos autores.

Periodicidade

A periodicidade da In-Traduções, Revista do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução da UFSC, é semestral.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Qualis - CAPES

Qualis B3

Histórico do periódico

A Revista In-Traduções foi uma iniciativa do colegiado do PPGET em 2009, criada com o objetivo de publicar principalmente artigos de estudantes e professores de Cursos de Pós-Graduação em Tradução, Letras, Artes e Ciências Humanas e Sociais, de instituições nacionais e estrangeiras de reconhecido mérito acadêmico, oferecendo mais um espaço de difusão e discussão da produção acadêmica docente e discente.

Para priorizar a produção discente, estabeleceu-se uma porcentagem de 80% de artigos de discentes e 20% de docentes, sendo que as resenhas, traduções, entrevistas e dossiês poderão ser publicados tanto por docentes quanto por discentes. Ao mesmo tempo, se estabeleceu priorizar uma percentagem maior de artigos de outras universidades em cada número da revista.

A proposta da In-Traduções passa ainda pela valorização de todo o processo de publicação de um periódico, capacitando-nos para as diferentes atividades que a vida acadêmica nos impõe. Dentro desta perspectiva, a preparação dos números semestrais de In-Traduções fica sob a responsabilidade de um editor chefe pertencente ao colegiado do PPGET/UFSC e de um (a) editor(a) adjunto rotativo(a) escolhido entre os alunos do PPGET. Lembra-se que os alunos bolsistas tanto do mestrado, quanto do doutorado, deverão participar dos trabalhos da revista como requisito para a manutenção de sua bolsa.

Ao escolher a via da publicação eletrônica, procuramos não só valorizar este meio junto à comunidade acadêmica, como também oferecer a possibilidade de uma maior difusão de nossas reflexões e pesquisas vez que a internet tem se revelado um meio importante para a propagação de saberes no mundo atual.