NÍVEL DE UTILIZAÇÃO E DE IMPORTÂNCIA ATRIBUÍDA À PLANILHA DE CUSTOS POR PEQUENAS EMPRESAS COMERCIAIS A PARTIR DA INFLUÊNCIA DE FATORES CONTINGENCIAIS

Autores

Palavras-chave:

Planilha de custos, Comércio, Levantamento.

Resumo

O artigo objetiva identificar os níveis de utilização e de importância imputados à planilha de custos pelos gestores de empresas comerciais estabelecidas em microrregião de Santa Catarina e compará-los com determinados fatores contingenciais. A metodologia empregada se caracteriza como pesquisa quantitativa de descrição, envolvendo levantamento realizado por questionário aplicado em amostra de 94 empresas. Quanto aos resultados, 93,6% dos participantes consideraram relevante esse instrumento para melhorar a performance empresarial, enquanto 28,7% afirmaram que não utilizam ou não dispõem dessa modalidade de planilha. Com isso, refutou-se o pressuposto aventado de que o nível de utilização das planilhas de custos seria proporcional ao grau da importância atribuída pelos gestores. Em relação às informações mais comuns a serem fornecidas por uma planilha de custos, o grau de maior importância foi imputado ao custo de aquisição de mercadorias por 58,51% dos participantes; à fixação do preço de venda unitário por 61,70% das empresas; à lucratividade de produtos por 61,7% dos gestores; à rentabilidade de segmentos de mercado por metade dos participantes e à identificação do nível de equilíbrio operacional por 53,19% das entidades pesquisadas. Uma parcela relatou que considera pouco relevante o conjunto de informações oriundas da planilha de custos: entre 22,34% e 24,47% conforme o tipo da informação. Também foi constatado que há discrepância entre os níveis de importância atribuídos às informações da planilha de custos pelas empresas conforme os fatores contingenciais considerados no estudo.

Biografia do Autor

Rodney Wernke, Sem vínculo institucional.

Contador, Doutor em Engenharia de Produção/UFSC, Ex-Professor universitário.

Ivone Junges, UNISUL

Economista, Doutora em Engenharia de Produção/UFSC, Professora Universitária.

Referências

ANDRADE, M. M. de. Como preparar trabalhos para cursos de pós-graduação: noções práticas. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

AUDRETSCH, D. B.; BECKMANN, I. A. M. From small business to entrepreneurship policy. Handbook of Research on Entrepreneurship Policy, chapter 3, p. 36-53, 2007.

AZOULAY, P.; SHANE, S. Entrepreneurs, contracts, and the failure of young firms. Management Science, v. 47, n. 3, p. 337-358, 2001.

BACIC, M. J. Gestão de custos: uma abordagem sob o enfoque do processo competitivo e da estratégia. Curitiba: Juruá, 2008.

BRAGA, D. P. G.; BRAGA, A. X. V.; SOUZA, M. A. Gestão de custos, preços e resultados: um estudo em indústrias conserveiras do Rio Grande do Sul. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 13, n. 2, p.20-35, 2010.

CALLADO, A. A. C. Relações entre o número de indicadores de desempenho utilizados e fatores contingenciais: evidências do contexto de uma cadeia agroalimentar de suprimentos. Revista Contabilidade Vista e Revista, v. 27, n. 2, p. 48-63, 2016.

CALLADO, A. A. C.; PINHO, M. A. B. de. Evidências de isomorfismo mimético sobre práticas de gestão de custos entre micro e pequenas empresas de diferentes setores de atividade. Revista Contabilidade Vista & Revista, v. 25, n. 2, p. 119-137, 2014.

CAMPOS, B. R.; GÁUDIO, A. E. de G. M. A utilização de ferramentas de controle gerencial em micro e pequenas empresas da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Revista da Micro e Pequena Empresa, v.8, n.3, p. 66-78, 2014.

CARVALHO, C. J.; SCHIOZER, R. F. Determinantes da oferta e da demanda de créditos comerciais por micro, pequenas e médias empresas. Revista Contabilidade & Finanças - USP, v. 26, n. 68, p. 208-222, 2015.

CARVALHO, J. R. M.; LIMA, M. D. Práticas gerenciais em MPEs do comércio de confecções da cidade de Sousa/PB. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPEC), v. 5, n. 3, p. 39-65, 2011.

CLEVERLY, W. O. Who is responsible for business failures? Healthcare Financial Management Review, v. 56, n. 10, p. 45-51, 2002.

ESPEJO, M. M. dos S. B. Perfil dos atributos do sistema orçamentário sob a perspectiva contingencial: uma abordagem multivariada. 2008. 216 f. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis). Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

FIORIN, I.; BARCELLOS, S. S.; VALLIM, C. R. Gestão de custos através da análise CVL: Um estudo de caso em uma agroindústria de laticínios. In: Congresso Brasileiro de Custos, 21, 2014, Natal. Anais... Natal: ABC/UFRN, 2014.

FONTOURA, F. B. B. da. Gestão de custos: uma visão integradora e prática dos métodos de custeio. São Paulo: Altas, 2013.

GARCIA, O. P. G.; KINZLER, L.; ROJO, C. A. Análise dos sistemas de controle interno em empresas de pequeno porte. Interface - Revista do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, n. 2, p. 133-153, 2014.

GARRISON, R. H.; NOREEN, E. W.; BREWER, P. C. Contabilidade gerencial. 11. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2007.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. 3. reimpr. São Paulo: Atlas, 2010.

GUERREIRO, R. Estruturação de sistemas de custos para a gestão da rentabilidade. São Paulo: Atlas, 2011.

JESUS, E. R.; CITTADIN, A.; GUIMARÃES, M. L. F.; GUIMARÃES FILHO, L. P.; GIASSI, D.; MENEGALI, M. V. As características da gestão de custos nas organizações do extremo sul catarinense. In: Congresso Brasileiro de Custos - CBC, 22, 2015, Foz do Iguaçu (PR). Anais... São Leopoldo: ABCustos, 2015.

JUNQUEIRA, E. R. Perfil do sistema de controle gerencial sob a perspectiva da teoria da contingência. 2010. 147 f. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) - Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

KLEIN, L.; ALMEIDA, L. B. de. A influência dos fatores contingenciais na adoção de práticas de contabilidade gerencial nas indústrias paranaenses. Revista Universo Contábil, v.13, n.3, p.90-119, 2017.

KOLIVER, O. Contabilidade de Custos. Curitiba. Juruá, 2008.

LEITE, E. G.; DIEHL, C. A.; MANVAILER, R. H. M. Práticas de controladoria, desempenho e fatores contingenciais: um estudo em empresas atuantes no Brasil. Revista Universo Contábil, v. 11, n. 2, p. 85-107, 2015.

LIU, J. Business failures and macroeconomic factors in the UK. Bulletin of Economic Research, n. 61, v. 1, 2009.

LOHR, M. Specificities of managerial accounting at SMEs: case studies from the German industrial sector. Journal of Small Business & Entrepreneurship, v.25, n. 1, p. 35-55, 2012.

MAHAMID, I. Factors affecting contractor's business failure: contractors' perspective. Engineering, Construction and Architectural Management, v. 19 n. 3, p. 269-285, 2012.

MCCORNMACK, K.; LADEIRA, M.B.; OLIVEIRA, M.P.V. DE. Supply chain maturity and performance in Brazil. Supply Chain Management: An International Journal, v. 13, n. 4, p. 272- 282, 2008.

MOWERY, D. The bayh-dole act and high-technology entrepreneurship in U.S. universities: chicken, egg, or something else? University Enterpreneurshipand Technology Transfer. Elsevier: Amsterdam, 2005.

NASCIMENTO, M.; LIMA, C. R. M. de; LIMA, M. A. de; ENSSLIN, E. R. Fatores determinantes da mortalidade de micros e pequenas empresas da região metropolitana de Florianópolis sob a ótica do contador. Revista Eletrônica Estratégia e Negócio, v. 6, n. 2, p. 244-283, 2013.

OTLEY, D. T. The contingency theory of management accounting: achievement and prognosis. Accounting, Organizations and Society, v. 5, n. 4, p. 413-428, 1980.

OYADOMARI, J. C. T.; CARDOSO, R. L.; MENDONÇA NETO, O. R.; ANTUNES, M. T. P.; AGUIAR, A. B. Criação de conhecimento em práticas de controle gerencial: análise dos estudos internacionais. Advances in Scientific and Applied Accounting, v.6, n.1, p.4-30, 2013.

PAPADAKIS, V. M.; LIOUKAS, S.; CHAMBERS, D. Strategic decision-making processes: the role of management and context. Strategic Management Journal, v. 19, n. 2, p. 115-147, 1998.

PAVÃO, J. A.; CAMACHO, R. R.; ESPEJO, M. M. S. B.; MARQUES, K. C. M. Gestão dos custos da qualidade na indústria de confecções: análise sob a perspectiva contingencial. In: Congresso Brasileiro de Custos, 23, 2016, Anais… Disponível em: <https://anaiscbc.emnuvens.com.br/anais/article/view/4084/4085>. Acesso em: 10 de maio de 2020.

PERERA, S.; BAKER, P. Performance measurement practices in small and medium size manufacturing enterprises in Australia. Small Enterprise Research, v. 15, n. 2, p. 10-30, 2007.

POMI, R. L. Manual de costos: evaluación, control, toma de decisiones e gestión. Montevideo: Editorial Grupo Magro, 2014.

RAUEN, F. Roteiros de iniciação científica: os primeiros passos da pesquisa científica desde a concepção até a produção e a apresentação. Palhoça: Editora UNISUL, 2015.

RAUPP, F. M.; MARTINS, S. J.; BEUREN, I. M. Utilização de controles de gestão nas maiores indústrias catarinenses. Revista Contabilidade & Finanças - USP, n.40, p.120-132, 2006.

RICHARDSON, R. J. et al. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. rev. e ampl. São Paulo: Atlas, 1999.

RUENGDET, K.; WONGSURAWAT, W. Characteristics of successful small and micro community enterprises in rural Thailand. Journal of Agricultural Education and Extension, v. 16, n. 4, p. 385-397, 2010

SALES, R. L.; BARROS, A. A.; ARAÚJO, C. M. M. F. Fatores condicionantes da mortalidade dos pequenos negócios em um típico município interiorano brasileiro. Revista da Micro e Pequena Empresa, v. 2, n. 2, p. 38-55, 2011.

SANTINI, S.; FAVARIN, E. de V.; NOGUEIRA, M. A.; OLIVEIRA, M. L. de.; RUPPENTHAL, J. E. Fatores de mortalidade em micro e pequenas empresas: um estudo na região central do Rio Grande do Sul. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, v.8, n.1, p.145-169, 2015.

SANTOS, G. P.; ALVES, D. F.; BARRETO, M. O. R. A utilização da contabilidade de custos como ferramenta para o fortalecimento de uma microempresa do segmento de confecção em Fortaleza. Revista Razão Contábil & Finanças, v. 3, n. 1, p.1-12, 2012.

SANTOS, V.; DOROW, D. R.; BEUREN, I. M. Práticas gerenciais de micro e pequenas empresas. Revista Ambiente Contábil. UFRN, v.8, n.1, p.153-186, 2016.

SHI, R.; ZHANG, J.; RU, J. Impacts of power structure on supply chains with uncertain demand. Production and Operation Management, v. 22, n. 5, p. 1233-1249, 2013.

SILVA, A. R; CALLADO, A. A. C.; CALLADO, A. L. C. Análise das relações entre o uso de indicadores de desempenho e fatores contingenciais de empresas do setor de construção civil. In: Congresso Brasileiro de Custos, 23, 2016, Anais… Disponível em: < https://anaiscbc.emnuvens.com.br/anais/article/view/4161>. Acesso: 10 de maio de 2020.

SILVA FILHO, L. L.; LAGIOIA, U. C. T.; ARAÚJO, J. G. N. de; ARAÚJO, J. G.; CARLOS FILHO, F. de A. Gestão de custos e formação de preço de venda, gestão de caixa e gestão de riscos: um estudo exploratório no arranjo produtivo local gesseiro do estado de Pernambuco. ABCustos, v.10, n.3, p.107-142, 2015.

SOARES NETO, A. de C.; SOUZA, A. F. de; FARIA, A. de O.; ARIEDE, M. S. N.; YOSHITAKE, M. Contabilidade de custos. São Paulo: IOB-SAGE, 2014.

SOUZA, R. F. de; BORSATTO JÚNIOR, J. L.; DAL VESCO, D. G. Práticas gerenciais de um APL de tecnologia da informação e comunicação diante de fatores contingenciais. Revista Capital Científico – Eletrônica, v. 16, n.4, p.6-25, 2018.

SVAROVÁ, M.; VRCHOTA, J. Strategic management in micro, small and medium-sized businesses in relation to financial success of the enterprise. Acta Universitatis Agriculturae et Silviculturae Mendelianae Brunensis, v. 61, n. 7, p. 2859-2866, 2013.

TEERATANSIRIKOOL, L.; SIENGTHAI, S.; BADIR, Y.; CHAROENNGAM, C. Competitive strategies and firm performance: the mediating role of performance measurement. International Journal of Productivity and Performance Management. v. 62, n. 2, p. 168-184, 2013.

VAN STEL, A. J.; CARRE, M. C.; THURIK, R. A. The effect of entrepreneurial activity on national economic growth. Small Business Economics, v. 24, p. 311-321, 2005.

WERNKE, R. Análise de custos e preços de venda: ênfase em aplicações e casos nacionais. São Paulo: Atlas, 2019.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Edição

Seção

Artigos