Estudo de caso: Análise dos riscos ocupacionais da brigada de incêndio florestal na região metropolitana do vale do aço, Minas Gerais, Brasil.

Autores

  • Marluce Teixeira Andrade Queiroz Docente do Centro Universitário do Leste de Minas Gerais, Engenheira de Segurança na Prefeitura Municipal de Ipatinga, Doutorado em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, UFMG
  • Carolina Andrade Queiroz Tribunal de Contas do Rio de Janeiro/Servidora Pública
  • Felipe Andrade Queiroz Profissional autônomo/Advogado
  • Vinícius Andrade Queiroz Graduando/ Engenharia de Produção/UFOP

Palavras-chave:

Incêndio, Risco, Prevenção, Combate, Florestas.

Resumo

Atualmente existe grande exigência em relação à segurança ambiental. Nesse contexto, incêndios tem sido motivo de preocupação, notadamente nos fragmentos florestais. Esses sinistros podem ocasionar a destruição total ou parcial das áreas afetadas, alterando significativamente a dinâmica do ecossistema, vitimando os homens e promovendo graves distorções nos demais componentes bióticos e abióticos. Especificamente esse trabalho foi realizado através de um estudo de caso analisando as atividades de uma brigada de incêndio florestal que atuava na Região Metropolitana do Vale do Aço (RMVA), Minas Gerais, Brasil. Foram analisados aspectos inerentes aos riscos ocupacionais, uso de equipamentos de proteção, dispositivos auxiliares e treinamentos. Constatou-se que as principais dificuldades eram atreladas à precariedade quanto ao número de atividades formativas. Nesse estudo, os brigadistas apresentaram também queixas quanto ao estado de saúde, tal como, cansaço físico persistente, dor lombar e tosse. Além disso, acidentes envolvendo cortes e escoriações ocorreram afetando as condições de saúde da totalidade dos entrevistados, desse modo, explicitando as condições de perigo para os brigadistas.

Biografia do Autor

Marluce Teixeira Andrade Queiroz, Docente do Centro Universitário do Leste de Minas Gerais, Engenheira de Segurança na Prefeitura Municipal de Ipatinga, Doutorado em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, UFMG

Engenheira Eletricista pela PUC-MG, Mestre em Engenharia pelo Unileste-MG, Especialista em Engenharia de Segurança pela PUC-MG, Especialista em Engenharia Sanitária e Ambientl pela Univale.Doutora em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, UFMG

Carolina Andrade Queiroz, Tribunal de Contas do Rio de Janeiro/Servidora Pública

Engenheira de Alimentos - UFVEngenheira de Segurança do Trabalho - UnilesteHigienista Ocupacional - Ciências Médicas

Felipe Andrade Queiroz, Profissional autônomo/Advogado

Graduado em direito/Unileste

Vinícius Andrade Queiroz, Graduando/ Engenharia de Produção/UFOP

Graduando em engenharia de produção/pesquisador voluntário

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Brigada de Incêndio – Requisitos

– NBR 14276, 2006.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Programa de Brigada de Incêndio

– Requisitos – NBR 17246, 2006.

AZEVEDO, J. C. R.; SALGADO, L. D. Variação espacial e temporal da biodisponibilidade de metais na região estuarina do complexo estuarino-lagunar de iguapé-cananéia, sudeste do Brasil. RAMA - Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, v. 12, p. 1043-1066, 2019.

CALADO, S. L. M.; ANDRADE, M. C.; GARRIDO, F.; PELANDA, A.; LIROLLA, J. ; SALGADO, L. D.; CESTARI, M. M.; DE ASSIS, H. C. S.. Biochemical and genotoxicity assessment of a polluted urban river using the native fish Astyanax altiparanae Garutti & Britski (Teleostei, Characidae). Ecotoxicology and environmental contamination, v. 14, p. 73-77, 2020.

CAMPOS, A. T. ; DA ROCHA FILHO, T. M.. Determination of the Kardar-Parisi-Zhang equation from experimental data with a small number of configurations. Physica. A (Print), v. 392, p. 3903-3908, 2013.

CARVALHO-RIBEIRO, S. M.; MADEIRA, L.; PINTO-CORREIA, T.. Developing comprehensive indicators for monitoring rural policy impacts on landscape in Alentejo, southern Portugal. Geogr Tidsskr-Den, v. 113, p. 87-96, 2013.

CASSIANO, K. F. D.; ECHEVERRÍA, A. R.. Environmental approach in chemistry textbooks: principles of Belgrade letter. Química Nova na Escola (Impresso), v. 36, p. 220-230, 2014.

CIRNE-SILVA, T. M.; CARVALHO, W. A. C.; TERRA, M. C. N. S.; DE SOUZA, C. R.; SANTOS, A. B. M.; ROBINSON, S. J. B.; DOS SANTOS, R. M. Environmental heterogeneity caused by antropogenic disturbance drives forest structure an dynamics in brazilian atlantic forest. Journal of tropical forest science, v. 32, p. 125-135, 2020.

CBMMG - Corpo de Bombeiro Militar de Minas Gerais, 2010. Coletânea de manuais técnicos de bombeiros – combate a incêndios florestais. Disponível: <http://www.ufrrj.br/institutos/it/de/acidentes//fogo.htm>, Acesso: 11/2015.

COSTA, E. P.; FIEDLER, N. C.; MEDEIROS, M. B.; WANDERLEY, F. B.. Incêndios florestais no entorno de Unidades de Conservação - estudo de caso na Estação Ecológica de Águas Emendadas, Distrito Federal. Ciência Florestal, v. 19, p. 01-06, 2009.

CULLOTTA, S. B.; CARVALHO-RIBEIRO, S. M. ; CHAUVIN, C. ; FARCY, C. ; KURTTILA, M.; MAETZKE, F. G. . Forest planning across Europe: the spatial scale, tools, and inter-sectoral integration in land-use planning. Journal of Environmental Planning and Management (Print), v. 1, p. 1-28, 2014.

DA SILVA, J. C.; FIEDLER, N. C. ; RIBEIRO, G. A. ; SILVA, M. C. D. . Avaliação de brigadas de incêndios florestais em Unidades de Conservação. Revista Árvore (Impresso), Viçosa, Minas Gerais, v. 27, n.1, p. 95-101, 2003.

Decreto Estadual n. 44.746/2008 – Regulamento de Segurança Contra Incêndio e Pânico nas edificações e áreas de risco no Estado de Minas Gerais.

Decreto Estadual n. 46.595/2014 – Altera o Regulamento de Segurança Contra Incêndio e Pânico nas edificações e áreas de risco no Estado de Minas Gerais. Governo de Minas Gerais, Brasil.

EMBRAPA. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA). Código florestal. Recuperação de área de preservação permanente de encosta com voçoroca com uso leguminosas inoculadas, 2020. Disponível: , Acesso: 20/12/2020.

EUGENIO, F. C.; SANTOS, A. R. dos; FIEDLER, N. C.; RIBEIRO, G. A.; SILVA, A. G. da; JUVANHOL, R. S.; SCHETTINO, V. R.. GIS applied to location of fires detection towers in domain area of tropical forest. Science of the Total Environment, v. 562, p. 542-549, 2016.

FIEDLER, N.C.; RODRIGUES, T. O., MEDEIROS, M. B. Avaliação das condições de trabalho, treinamento, saúde e segurança de brigadistas de combate a incêndios florestais em unidades de conservação do Distrito Federal: estudo de caso. Rev. Árvore [online]. vol.30, n.1, pp. 55-63, 2006.

FONSECA, M. G.; ANDERSON, L.; ARAI, E.; SHIMABUKURO, Y. E. ; XAUD, H. A. M.; XAUD, M. R.; MADANI, N.; WAGNER, F. H.; ARAGÃO, L. E. O. C.. Climatic and anthropogenic drivers of northern Amazon fires during the 2015/2016 El Niño event. Ecological Applications, v. 27, p. 2514-2527, 2017.

FORTES, W.; NUNES, M. A. O. S.; HORN, A. H. ; SANTOS, J. O. de. Heavy metals distribution as indicator of influence of human activities in the Caparaó National Park and its surroundings. Neues Jahrbuch fur Geologie und Palaontologie. Abhandlungen, v. 277, p. 225-235, 2015.

FREIRIA, R.; DEMANTOVA, G.C.; SERVILHA, C.. Integração entre direito e gestão ambientais como condição de efetividade de aspectos da política florestal brasileira: A experiência nas áreas de preservação permanente urbanas. Âmbito Jurídico, v. 87, p. 87, 2011.

FREITAS, C. M. DE; GARCIA, E. G.. Trabalho, saúde e meio ambiente na agricultura. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v. 37, p. 12-16, 2012.

GESSERT, S.; IRIARTE, J. ; RIOS, R. C. ; BEHLING, H. . Late Holocene vegetation and environmental dynamics of the Araucaria forest region in Misiones Province, NE Argentina. Review of Palaeobotany and Palynology, v. 166, p. 29-37, 2011.

Governo de Minas Gerais, Brasil. Parque Estadual do Rio Doce. Disponível:< https://www.mg.gov.br//>, Acesso: 12/01/2021.

HERNANDEZ, N.; BESSONE, F.; SANCHEZ, A.; PACE, M.; BRAHM, J.; ZAPATA, R.; CHIRINO, R. A.; DAVALOS, M.; MENDEZ-SANCHEZ, N.; ARRESE, M.; SCHINONI, M.I.; LUCENA, M. I.; ANDRADE, R. J.. Profile of idiosyncratic drug induced liver injury in latina america. An analysis of published reports.. Annals of Hepatology, v. 13, p. 231-239, 2014.

HERNANDO, C. L. Combustibles forestales: inflamabilidad. In: Vélez, R. M. (Coord). La defensa contra incêndios forestales: fundamentos y experiências, 2. ed. Espanha: Mcgrawhill, 2009.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), 2019. Disponível: < https://www.ibge.gov.br//>, Acesso: 20/12/2020.

ICMB - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, Ministério do Meio Ambiente (MMA). Apostila para Formação de Brigadista de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais, 2010. Disponível:< https://www.icmbio.gov.br//>, Acesso: 13/01/2021.

IFECT - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia. Apostila de prevenção e combate a incêndios e primeiros socorros, brigada de incêndios, 2015. Disponível: /www.poa.ifrs.edu.br//>, Acesso: 12/01/2021.

INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - Queimadas no Brasil. Situação atual (10/01/2021). Disponível: , Acesso: 11/01/2021.

JACKSON FILHO, J. M.; ALGRANTI, E.; SAITO, C. A.; GARCIA, E. G.. Da segurança e medicina do trabalho à Saúde do Trabalhador: história e desafios da Revista Brasileira de Saúde Ocupacional. Ciência & Saúde Coletiva (Online), v. 20, p. 2041-2051, 2015.

JACKSON FILHO, J. M.; VILELA, R. A. DE G.; GARCIA, E. G.; ALMEIDA, I. M. de. Sobre a 'aceitabilidade social' dos acidentes do trabalho e o inacei tável conceito de ato inseguro. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v. 38, p. 6-8, 2013.

LAÍM, L.; RODRIGUES, J. P. C.; CRAVEIRO, H. D.. Flexural behaviour of beams made of cold-formed steel sigma-shaped sections at ambient and fire conditions. Thin-Walled Structures, v. 87, p. 53-65, 2015.

LANDIM, H. R. O. B.; BRAGA, G. C. B.; CAMPOS, A. T.; PEREIRA, K. M. G.. Manual Básico de Combate a Incêndio do CBMDF. 1. ed. v.5, Brasília: CBMDF, 2007.

Lei Estadual n. 14.130 - Dispõe sobre a prevenção contra incêndio e pânico no Estado de Minas Gerais, Minas Gerais, 2001.

Lei Estadual n. 22.839 – Dispõe sobre a prática de atividades da área de competência do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais por voluntários, profissionais e instituições civis e dá outras providências. Minas Gerais, 2018.

Lei Federal n. 11.901 – Dispõe sobre a profissão de Bombeiro Civil e dá outras providências. Brasil, 2009.

MACEDO, L.E.T.; ANDREOZZI, V.; FAERSTEIN, E.; WERNECK, G.L. ; LOPES, C. S. . Estresse no trabalho e interrupção de atividades habituais, por problemas de saúde, no Estudo Pró-Saúde. Cadernos de Saúde Pública (ENSP. Impresso), v. 23, p. 2327-2336, 2007.

MAIA-BARBOSA, P.; BARROS, C. F. A.; SOUZA, M. B. G.; BRITO, S. L.; RIETZLER, A. ; ESKINAZI-SANTANNA, E.; BARBOSA, F.A.R. ; SOUZA, R. A. . The middle Rio Doce lakes, South-East Brazil: Biodiversity and its contrlling forces at local and regional scales.. Verhandlungen - Internationale Vereinigung fur Theoretische und Angewandte Limnologie / Proceedings of the International Association of Theoretical an, v. 29, n.3, p. 2063-2067, 2006.

MAGALHÃES, S. R.; LIMA, G.S.; RIBEIRO, G. A.. Avaliação dos incêndios florestais ocorridos no Parque Nacional da Serra da Canastra - Minas Gerais. CERNE (UFLA), v. 18, p. 1- 12, 2011.

MEDEIROS, M.B., FIEDLER, N.C. Incêndios florestais no parque nacional da Serra da Canastra: Desafios para a Conservação da Biodiversidade. Rev. Ciência Floresta [on-line], vol. 14, n.2, pp. 157-168, 2003.

MINISTÉRIO DO TRABALHO. NR 23 - Proteção contra incêndio para locais de trabalho, Redação dada pela Portaria SIT n.º 221, de 06 de maio de 2011. Brasília.

MORELLI, F.; SCOLFORO, J. R. S.. Freqüência espaço-temporal dos focos ativos em Minas Gerais durante o período de 1999 a 2009. CERNE (UFLA), v. 20, p. 459-469, 2014.

PEREIRA, A. A.; BARROS, D. A. DE; PEREIRA, J. A. A.; ACERBI JÚNIOR, F. W; PIMENTA, F.; LEAL, I.; MAROCO, J.; RAMOS, C. . Brief cognitive-behavioral therapy for weight loss in midlife women: a controlled study with follow-up. International Journal of Women's Health, v. 4, p. 559, 2012.

Portaria n. 33/2018 do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais - CBMMG – Regulamenta o art. 7º da Lei Estadual n.º 22.839, de 05 de janeiro de 2018, que dispõe sobre a prática de atividades na área de competência do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais por voluntários, profissionais e instituições civis e dá outras providências.

QUEIROZ, M. T. A. 2017. Avaliação da qualidade da água da sub-bacia do Rio Piracicaba e da sua área de influência no reservatório da Usina Hidrelétrica de Sá Carvalho, Antônio Dias, MG, Brasil. Tese (Doutorado em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos) - Universidade Federal de Minas de Gerais, 123 f.

QUEIROZ, M. T. A.; SABARÁ, M. G.; QUEIROZ, C. A.; LEAO, M. M. D.; AMORIM, C. C.. Análise espaço-temporal de parâmetros de qualidade da água no Rio Piracicaba, Minas Gerais, Brasil. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais, v. 6, p. 02-10, 2015.

QUEIROZ, M.T.A. SANTOS, S. D.; ANANIAS, H. B.. Estudo de Caso: Responsabilidade das Instituições Públicas em Relação à Formação e Manutenção das Brigadas de Voluntários de Incêndios. In: VI Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, 2009, Resende - RJ. VI SEGET, 2009.

RIBEIRO, R.M. Jr.; ECHEVERRÍA, A. R.. Análise do discurso sobre o currículo presente em um referencial curricular oficial de química para o ensino médio em Goiás - Brasil. Tecné, Episteme y Didaxis: TED, v. único, p. 801-807, 2014.

RIBEIRO, L.; SOARES, R. V.; BEPPLER, M.. Mapeamento de risco de incêndios florestais do município de Novo Mundo, Mato Grosso, Brasil. CERNE (UFLA), v. 18, p. 117-126, 2012.

RODRIGUEZ, M. P. R. Técnicas de prevenção de incêndios florestais. In: Incêndios Florestais, 2004, v.1, Editora: Pinar Del Rio.

RODRÍGUEZ, M. P. R.; SOARES, R. V.; BATISTA, A. C. ; TETTO, A. F.; REINA, J. M. C. ; BECERRA, L. W. M.. Eficiencia de La protección contra incêndios florestales em Monte Alegre, Brazil y pinar del río, Cuba, Floresta (UFPR. Impresso), v. 44, p. 617-628, 2015. Cerne (UFLA), v. 2, p. 345-351, 2015.

SECCO, C. O. Manual de Prevenção e Combate de Incêndios, 1982. São Paulo: Associação Brasileira para Prevenção de Incêndios.

SILVA, M.V.C.; SAAD, D. S.; MELLO, C. R.. O Patrimônio Cultural Militar Edificado no Rio Grande do Sul: uma visão a partir do 29º GAC AP no município de Cruz Alta/RS. Arquitextos (São Paulo), v. 17, p. 1, 2016.

SOARES, R. V. & BATISTA, A. C. Incêndios florestais: controle, efeitos e uso do fogo. Editora Curitiba Independente, 264 p., 2009.

SOARES, R.V. & SANTOS, J.F. Perfil dos incêndios florestais no Brasil de 1994 a 1997. Floresta 32(2): 219-232, 2002.

SSP - Secretaria de Segurança Pública de Goiás, Brasil. A importância do condicionamento físico para bombeiros, 2013. Disponível em: < http://www.bombeiros.go.gov.br//>, Acesso: 21/12/2020.

TETT0, A.F.; BATISTA, A C ; SOARES, R. V. . Ocorrência de incêndios florestais no estado do Paraná no período de 2005 a 2010. Floresta (UFPR. Impresso), v. 42, p. 391-398, 2015.

Downloads

Publicado

2021-08-09

Edição

Seção

Artigos