Processo de estimativa de software com a métrica use case points, PMBOK e RUP

Autores

  • Everton Tetila Universidade Federal da Grande Dourados
  • Ivanir Costa Universidade de São Paulo
  • Mauro de Mesquita Spínola Universidade de São Paulo
  • Juliana Queiroz da Silva Tetila Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Resumo

A competição entre organizações que desenvolvem software vem aumentando com o crescimento do mercado de Tecnologia da Informação, como consequência as organizações têm se preocupado cada vez mais com a melhoria da qualidade dos produtos de software, com os custos efetivos e com o cumprimento dos prazos de seus projetos. Para obter estas características, os processos de desenvolvimento de softwares veem exigindo um gerenciamento mais efetivo, com um plano de projeto bem definido, baseado em estimativas mais precisas. Nesse sentido, este trabalho propõe, por meio de levantamento bibliográfico e pesquisa de campo, criar um processo de estimativa de software para apoiar a gerência de projetos durante o ciclo de desenvolvimento. Este processo consiste no uso da métrica Use Case Points como ferramenta de estimativa, nos processos de gestão de estimativas do PMBOK e nas atividades de estimativas do RUP. Os resultados da pesquisa demonstraram que, em média, o processo de estimativa de software com Use Case Points é 4,3% mais preciso que as métricas de estimativas tradicionais (Function Points e Use Case Points) sem processo formal de estimativas.   10.13084/2175-8018.v03n05a16

Biografia do Autor

Everton Tetila, Universidade Federal da Grande Dourados

FACET/UFGD

Downloads

Publicado

2011-07-21

Edição

Seção

Artigos