RESULTADO DE SEGMENTOS DE MERCADO CONSIDERANDO A DURAÇÃO DO CICLO FINANCEIRO E A NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO

Autores

Palavras-chave:

Margem de contribuição, Ciclo financeiro, Capital de giro

Resumo

A pesquisa objetiva identificar os procedimentos necessários para melhorar a apuração da lucratividade de segmentos de mercado considerando o ciclo financeiro e a necessidade de capital de giro das mercadorias vendidas por uma rede de supermercados. A revisão da literatura abrangeu aspectos relacionados com margem de contribuição (conceitos e tentativas de aprimoramento), capital de giro, ciclo financeiro e pesquisas anteriores assemelhadas. Foi utilizada metodologia classificável como qualitativa, exploratória e no formato de estudo de caso. Quanto aos resultados, foi proposta uma metodologia que permite computar os efeitos decorrentes das despesas financeiras ocasionadas pela duração do ciclo financeiro no resultado dos itens comercializados. A aplicação prática mostrou que, no caso dos produtos abrangidos, entre a margem de contribuição e o resultado apurado conforme proposto neste estudo foram constatadas alterações que oscilaram entre -2,52% e -448,27%. A principal contribuição da pesquisa consiste em propor a inclusão das despesas financeiras relacionadas à necessidade de capital de giro que a empresa tem para suportar o ciclo financeiro das mercadorias na avaliação do resultado destas. Isso é pertinente porque determinados produtos podem requerer a disponibilização de um montante de capital de giro que prejudica a lucratividade ou que inviabiliza a comercialização em decorrência da extensão do ciclo financeiro respectivo.

DOI:   10.29327/263987.14.28-2

Biografia do Autor

Rodney Wernke, Sem vínculo institucional.

Contador, Doutor em Engenharia de Produção/UFSC, Ex-Professor universitário.

Referências

Ahmed, S. U., Mahtab, N., Islam, N., & Abdullah, M. (2017). Impact of working capital management on profitability: a study on textile companies of Bangladesh. Journal of Business & Financial Affairs, 6(4), 1-7.

Altaf, N. (2018). Do financial development and law enforceability effect the relationship between net working capital and firm value? Empirical evidence from Asia. American Journal of Business, 33(3), 120-132, 2018.

Altaf, N., & Shah, F. A. (2018). Investment and financial constraints in indian firms: Does working capital smoothen fixed investment. Decision: Official Journal of the Indian Institute of Management, 45(1), 43-58.

Aminu, Y., & Zainudin, N. (2016). A review of anatomy of working capital management theories and the relevant linkages to working capital components: a theoretical building approach. European Journal of Business and Management, 7(2), 10-18.

Assaf Neto, A. (2014). Finanças corporativas e valor. 7ª ed., São Paulo: Atlas.

Baker, H. K., Kumar, S., Colombage, & Singh, H. P. (2017). Working capital management practices in India: survey evidence. Managerial Finance, 43(3), 331-353.

Bartunek, J. M., & Rynes, S. L. (2014). Academics and practitioners are alike and unlike: the paradoxes of academic–practitioner relationships. Journal of Management, 40(5), 1181-1201.

Beuren, I. M. (2012). Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3ª. ed. São Paulo, Atlas.

Bornia, A. C. (2010) Análise gerencial de custos: aplicação em empresas modernas. 3a. ed. São Paulo: Atlas.

Broyles, R. W., Khaliq, A. A., & Mattachione, S. E. (2009). A variance analysis of the contribution margin: an approach to improving financial performance and reducing fiscal risk. Research in Healthcare Financial Management, 12(1), 77.

Bruni, A. L. (2013). Avaliação de investimentos. São Paulo: Atlas.

Carvalho, C. J., & Schiozer, R. F. (2012). Gestão de capital de giro: um estudo comparativo entre práticas de empresas brasileiras e britânicas. RAC - Revista de Administração Contemporânea, 16(4), 518-543.

Chang, C. C. (2018). Cash conversion cycle and corporate performance: global evidence. International Review of Economics & Finance, 56, 568-581.

Coleman, L. (2014). Why finance theory fails to survive contact with the real world: a fund manager perspective. Critical Perspectives on Accounting, 25(3), 226-236.

Dalci, I., & Ozyapici, H. (2018). Working capital management policy in health care: the effect of leverage. Health Policy, 122(11), 1266-1272.

Durigon, A. R, & Diehl, C. A. (2013). Controladoria no setor público: uma análise dos artigos publicados no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade no período de 2001 a 2011. Contabilidade Vista & Revista, 24(2), 91-109.

Faria, A. C. de, & Costa, M. de F. G. da. (2005). Gestão de custos logísticos. São Paulo: Atlas.

Fleuriet, M., Kehdy, R. & Blanc, G. (2003). O modelo Fleuriet: a dinâmica financeira das empresas brasileiras, 5ª ed., Rio de Janeiro: Elsevier.

Gil, A. de L. (2014). Métodos e técnicas de pesquisa social. 6ª. ed., São Paulo: Atlas.

Gill, A. (2011). Factors that influence working capital requirements in Canada. Economics and Finance Review, 1(3), 30-40.

Gitman, L. J. (1997). Princípios de administração financeira, 9ª ed., São Paulo: Harbra.

Guerreiro, R. (2011). Estruturação de sistemas de custos para a gestão da rentabilidade. São Paulo: Atlas.

Hastenteufel, C., & Larentis, F. (2015). Analysing customers profitability via contribution margin: a study in a business sector of medium size furniture located in Serra Gaúcha. Revista Produção e Desenvolvimento, 1(1), 60-76.

Jana, D. (2018). Impact of working capital management on profitability of the selected listed FMCG companies in India. International Research Journal of Business Studies, 11(1), 21-30.

Kabuye, F., Kato, J., Akugizibwe, I., & Bugambiro, N. (2018). Internal control systems, working capital management and financial performance of supermarkets. Cogent Business & Management, 6(1), 1-18.

Kalaivani, P., & Jothi, K. (2017). Impact of working capital management on profitability of the select car manufacturing companies in India. International Journal of Pure and Applied Mathematics, 116(24), 13-21.

Kasozi, J. (2017). The effect of working capital management on profitability: a case of listed manufacturing firms in South Africa. Investment Management and Financial Innovations, 14(2), 336-346.

Machado, M. A. V., Machado, M. R., & Callado, A. L. C. (2006). Análise dinâmica e o financiamento das necessidades de capital de giro das pequenas e médias empresas localizadas em cidade de João Pessoa, PB: um estudo exploratório. Base – Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, 3(2), 139-149.

Marques, K. C. M., Camacho, R. R., & Alcantara, C. C. V. de. (2015). Avaliação do rigor metodológico de estudos de caso em contabilidade gerencial publicados em periódicos no Brasil. Revista Contabilidade & Finanças – USP, 26(67), 27-42.

Martins, E. (2018). Contabilidade de Custos. 11ª ed. São Paulo: Atlas.

Martins, E., & Rocha, W. (2010). Métodos de custeio comparados: custos e margens analisadas sob diferentes perspectivas. São Paulo: Atlas.

Mielcarz, P., Osiichuk, D., & Wnuczak, P. (2018). Working capital management through the business cycle: evidence from the corporate sector in Poland. Contemporary Economics, 12(2), 223-237.

Nazir, M. S., & Afza, T. (2009). Working capital requirements and the determining factors in Pakistan. IUP Journal of Applied Finance, 15(4), 28-38.

Nyeadi, J., Sare, Y. A., & Aawaar, G. (2018). Determinants of working capital requirement in listed firms: empirical evidence using a dynamic system GMM. Cogent Economics & Finance, 6(1). DOI: 10.1080 / 23322039.2018.1558713

Oseifuah, E. (2018). Global financial crisis, working capital management and profitability of non-financial firms listed on the Johannesburg Stock Exchange, South Africa. Academy of Entrepreneurship Journal, 24(3).

Palombini, N. V. N., & Nakamura, W. T. (2012). Key factors in working capital management in the brazilian market. Revista de Administração de Empresas, 52(1), 55-69.

Peleias, I. R., Walhmann, G. C., Parisi, C., & Antunes, M. T. P. (2010). Dez anos de pesquisa científica em controladoria no Brasil (1997-2006). Revista de Administração e Inovação, 7(1), 193-217.

Prasad, P., Narayanasamy, S., Paul, S., Chattopadhyay, S., & Saravanan, P. (2018). Review of literature on working capital management and future research. Journal of Economic Surveys. DOI: 10.1111 / joes.12299.

Quang, N. H. (2017). Impact of working capital management to business efficiency of association of Asia Pacific Airlines. International Journal of Mechanical Engineering and Applications, 5(4), 8-13.

Rauen, F. (2015). Roteiros de iniciação científica: os primeiros passos da pesquisa científica desde a concepção até a produção e a apresentação. Palhoça: Editora Unisul.

Respatia, W. (2017). Pengaruh analisis return on equity, economic value added, net working capital ratio Terhadap harga saham industry manufaktur di bursa efek Jakarta. Ekuitas - Jurnal Ekonomi dan Keuangan, 10(394).

Richardson, R. J. (1999). Pesquisa social: métodos e técnicas. 3ª ed. São Paulo: Atlas.

Rojas, F. (2019). Optimal contribution margin in food service using inventory control with statistical dependence. Revista Chilena de Ingeniería, 27(1), 89-100.

Santana, M. R., Backes, M. G, & Demarchi, V. (2009). Gestão do capital de giro à luz da relação custo/volume/lucro. Revista Brasileira de Contabilidade, 175, 39-49.

Santos, J. A., Cruz, V. L., Santos, R. R. dos, & Leone, R. J. G. (2018). Análise das estratégias de ganho de margem bruta em uma distribuidora de medicamentos. Exacta-EP, 16(2), 169-185.

Sanzonovo Neto, J. (2020). Desafios e bons resultados. Revista Super Hiper, 46(526), 3.

Silva, S. E. da, Camargos, M. A. de, Fonseca, S. E., & Iquiapaza, R. A. (2019). Determinantes da necessidade de capital de giro e do ciclo financeiro das empresas brasileiras listas na B3. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 18, 1-17, e2842.

Signh, H. P., & Kumar, S. (2014). Working capital management: A literature review and research agenda. Qualitative Research in Financial Markets, 6(2), 173-197.

Souza, B. C., & Rocha, W. (2010). Modelo de análise de lucro na logística: conceitos importantes para as decisões. Revista Mundo Logística, 17, jul./ago.

Steffen, H. C., Zanini, F. A. M., Kronbauer, C. A., & Ott, E. (2014). Administração do capital de giro: um estudo sobre os fatores que influenciam na criação de valor para a empresa. Revista Contabilidade Vista & Revista, 25(1), 15-33.

Thakur, O. A., & Mukit, D. M. A. (2017). Working capital financing policy and profitability: empirical study on Bangladeshi listed firms. British Journal of Economics, Management & Trade, 17(1), 1-6.

Tsuruta, D. (2018). Do working capital strategies matter? Evidence from small business data in Japan. Asia-Pacific Journal of Financial Studies, 47(6), 824-857.

Veljkovic, B., Koprivica, R., Radivojevic, D., & Mileusnic, Z. (2018). Sensitivity of contribution margin in milk production on family farms. Journal of Central European Agriculture, 19(3), 658-678.

Viswanathan, V., Tillmanns, S., Krafft, M., & Asselmann, D. (2018). Understanding the quality–quantity conundrum of customer referral programs: effects of contribution margin, extraversion, and opinion leadership. Journal of the Academy of Marketing Science, 46(6), 1108-1132.

Wernke, R. (2019). Análise de custos e preços de venda: ênfase em aplicações e casos nacionais. 2ª ed., São Paulo: Saraiva.

Wernke, R. (2020). Avaliação do efeito da concessão de prazo de recebimento maior no resultado das vendas: estudo intervencionista em rede de lojas atacadistas. Revista Capital Científico, 18(1), 45-63.

Wernke, R., Francisco, D. M., & Junges, I. (2016). Efeito dos prazos no resultado das vendas de cooperativa de rizicultores: estudo de caso. Custos e @gronegócios Online, 12(4), 110-139.

Wernke, R., & Junges, I. (2020). Influência do ciclo financeiro na lucratividade: um estudo de caso em lojas franqueadas no segmento de surfwear. Revista da Micro e Pequena Empresa, 14(1), 43-58.

Wernke, R., Junges, I., Correa, I. N., & Zanin, A. (2016). Efeitos dos prazos de compra, estocagem e recebimento no resultado da venda: proposta para mensuração em revenda de automóveis usados. Revista Ambiente Contábil, 8(1), 133-152.

Wernke, R., & Lembeck, M. (2004). Análise de rentabilidade dos segmentos de mercado de empresa distribuidora de mercadorias. Revista Contabilidade & Finanças, 15(35), 68-83.

Yin, R. K. (2005). Estudo de caso: planejamento e método. Porto Alegre: Bookman.

Zin, R. A., Bombana, L. P., & Barcellos P. F. (2018). Avaliação das equipes de vendas de duas empresas com a matriz BCG utilizando lucro e margem de contribuição. Gestão & Produção, 25(4), 826-838.

Downloads

Publicado

2023-01-23