O uso da notação BPMN no ensino de simulação de sistemas

Autores

  • Ricardo Villarroel Dávalos Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
  • Mônica Mendes Luna Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
  • Deyvid Pacheco de Souza Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Palavras-chave:

Simulação de Sistemas, Modelagem, Estratégias de Ensino/Aprendizagem

Resumo

A simulação de sistemas é utilizada em grande parte dos cursos de engenharia e para melhor entendimento do sistema, a sua representação torna-se muito importante. O objetivo principal deste trabalho é avaliar algumas experiências de modelagem utilizando a Notação Padrão para Modelagem de Processos de Negócio (Business Process Modeling Notation– BPMN) no ensino de Simulação de Sistemas. Além disso, para verificar as melhorias alcançadas no ensino, serão comentadas algumas aplicações já realizadas pelos alunos.   10.13084/2175-8018/ijie.v7n14ep151-166

Biografia do Autor

Ricardo Villarroel Dávalos, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Doutor, Professor, Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas, Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Professor e Pesquisador do Laboratório de Desempenho Logístico – LDL.

Mônica Mendes Luna, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Doutora, Professora, Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas, Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Professora e Coordenadora do Núcleo de Redes e Suprimentos – NURES.

Deyvid Pacheco de Souza, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Graduando, Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas, Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Pesquisador do Núcleo de Redes e Suprimentos – NURES.

Referências

ADONIS. User for documentation for ADONIS. BOC Asset Management GnbH, Vienna: BOC Group, 2012, 952 p.

CHWIF, L. Modelagem e simulação de eventos discretos: teoria e aplicações, São Paulo: Editora do Autor, 2010, 309p.

GOVERNO FEDERAL. Sistema Brasil - Boletins de ocorrências em rodovias federais. Disponível em: < http://dados.gov.br/dataset/acidentes-rodovias-federais>. Acesso em: 10/02/2014.

KELTON, D.; SADOWSKI, D. A.; SADOWSKI, R. P. Simulation with ARENA. New York, McGraw-Hill, 2010.

OMG. Business Process Model and Notation (BPMN). 2011. Disponível em: <http://www.omg.org/spec/BPMN/2.0/PDF>. Acesso em: 20/04/2013.

PRADO, S. H. Usando o Arena em Simulação, Belo Horizonte: Editora Falconi, 2010.

RICHARTZ, R. Modelagem e simulação dos processos de pagadoria de uma empresa de geração e transmissão de energia elétrica. 162f. 2013. Projeto de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Palhoça: Unisul, Santa Catarina, 2013.

RUPERT, C. R.; GASPARY, L. C. Uma experiência de aplicação da teoria das inteligências múltiplas em softwares educacionais. V Congresso Iberoamericano de Informática Educativa, Viña del Mar - Chile, 2000.

SANTORO, M. C.; MORAES, L. H. Simulação de uma linha de montagem de motores. Gest. Prod., São Carlos, v. 7, n. 3, Dec. 2000.

VALLE, R.; OLIVEIRA, B. S. Análise e Modelagem de Processos de Negócio – Foco na notação BPMN. São Paulo: Atlas, 2009, 207p.

VILLARROEL DÁVALOS, R. Aplicações da simulação nos projetos de conclusão de curso da Unisul, EPISTEME, v. 9, n. 26-27, p. 21-44, 2002.

VILLARROEL DÁVALOS, R.; CASTAÑEIRA, M. I. O ensino de Modelagem e Automação de Processos de Negócio apoiado por Sistemas BPMS..In: 40th IGIP International Symposium on Engineering Education IGIP'2011, 2011, Santos. Forming International Engineers for the Information Society, 2011.

WESKE, M. Business Process Management: concepts, languages, architectures. Berlin: Springer, 2007.

Downloads

Publicado

2015-09-22

Edição

Seção

Artigo Edição Especial