Logística reversa de óleos lubrificantes: análise das implicações

Autores

  • Diego Augusto de Jesus Pacheco Departamento de Engenharia de Produção, UniRitter, Porto Alegre, Brasil
  • Clóvis Pinho Finger Departamento de Administração de Empresas. Complexo de Ensino Superior de Cachoeirinha, CESUCA, Cachoeirinha, RS, Brasil
  • Tamires Souza Departamento de Administração de Empresas. Complexo de Ensino Superior de Cachoeirinha, CESUCA, Cachoeirinha, RS, Brasil

Palavras-chave:

Óleo lubrificante usado (OLU), Logística reversa, Descarte.

Resumo

Este artigo tem como finalidade demonstrar a trajetória que óleos lubrificantes devem seguir após o final de sua vida útil. Este líquido depois de utilizado torna-se uma ameaça ao meio ambiente. Sendo assim, esta pesquisa foi desenvolvida visando analisar processos já existentes e estabelecer sugestões de melhorias para o desenvolvimento de estratégias apoiadas na legislação do CONAMA.  Por meio de uma pesquisa qualitativa e de um estudo de caso, foi analisado o processo de uma empresa prestadora de serviços de instalação de motores estacionários. Assim, foram analisadas suas práticas e controles aplicados a logística reversa dos óleos e a entrega de maneira correta ao órgão responsável por sua reciclagem. Também foi descrito como é realizada a troca deste produto, procedimentos de coleta pela empresa responsável, os gargalos e possíveis falhas que ocorram no processo. Os principais resultados da pesquisa permitiram identificar que a empresa se enquadra nas leis determinadas, porém há a necessidade de aprimorar o controle de compra em relação ao descarte.

Referências

ABNT – NBR 10004:2004 Resíduos sólidos: Classificação. Disponível em: <http://www.aslaa.com.br/>. Acesso em 22 de junho de 2014.

BALLOU, Ronald H. Logística empresarial: transportes, administração de materiais e distribuição física. 1.ed. São Paulo: Atlas, 2012. 388 p.

CHAGAS, Claudiomiro Werner; GRACCO, Abraão Soares Dias dos Santos. E6 A01: a logística reversa de pós-consumo e a política nacional de resíduos sólidos derivados dos serviços de saúde. Novembro, 2012.

CHAVES, Gisele L.D.; BATALHA, Mário. Os consumidores valorizam a coleta de embalagens recicláveis? Um estudo de caso da logística reversa em uma rede de hipermercados. Gestão e Produção, v. 13, n. 3, 2006.

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 8. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011. 608 p.

COBRA, Marcos. Marketing básico: uma abordagem brasileira. 4.ed. São Paulo: Atlas, 1997. 552p.

CONAMA. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução nº 362, de junho de 2005. Disponível em . Acesso em 16 de junho de 2014.

DRUCKER, Peter F. Prática da administração de empresas. São Paulo: Pioneira Thomson, 2003. 382p.

FORMIGONI, A.; STETTINER, C.F.; RODRIGUES, E.F.; CAMPOS, I.P.A.; MAIELLARO, J.R. The reverse logistics cooking oil for biodiesel production: case study, Espacios, v. 35, n. 11, 2014.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5.ed. São Paulo: Atlas, 2010. 184p.

GONÇALVES, M.F.S.; CHAVES, G.L.D. Perspective of Residual Cooking Oil (ORC) in Brazil and its dimensions in Reverse Logistics. Espacios, v. 35, n. 8, 2014.

HERNÁNDEZ, Cecilia T.; MARINS, Fernando A. S.; CASTRO, Roberto C. Modelo de Gerenciamento da Logística Reversa, Gestão e Produção, v. 19, n. 3, 2012.

KADELl, N., Jr., SELLITTO, M.A., BORCHARDT, M., PEREIRA, G.M. Substitution of fossil fuel by industrial waste in clinker kilns. WIT Transactions on Ecology and the Environment, v. 186, p. 809-819, 2014.

KOTLER, Philip. Marketing de serviços profissionais: estratégias inovadoras para impulsionar sua atividade, sua imagem e seus lucros. 2.ed. São Paulo: Manole, 2002. 511p.

LAGARINHOS, Carlos A. F; TENÓRIO, Jorge A. S. Logística reversa dos pneus usados no Brasil. Polímeros, v. 23, n. 1, 2013.

LAS CASAS, Alexandre Luzzi. Administração de marketing: conceitos, planejamento, e aplicações à realidade brasileira. 1.ed. São Paulo: Atlas, 2010. 528p.

LEITE, Paulo Roberto. Desafios da Logística Reversa de pós consumo no Brasil. Revista Tecnologística, maio, p. 64-69, 2014.

LEITE, Paulo Roberto. Logística reversa: nova área da logística empresarial. Revista Tecnologística, maio, 2002.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2007.

MARTINS, H. M; CAMPOS, J. C. Maria José de Oliveira Cavalcanti GUIMARÃES, M. J. O. C.; SILVA, A. L. N. Influence of lubricant oil residual fraction on recycled high density polyethylene properties and plastic packaging reverse logistics proposal, Polímeros, v. 25, n. 5, 2015.

OLIVEIRA, R.B; RUIZ, M.S.; DA SILVA, M.L.G. D.; STRUFFALDI, A.; BOCATTO, E. Environmental sustainability and reverse logistics: An analysis of the recycling networks of cooking oil waste in Sao Paulo: In: PICMET - Portland International Center for Management of Engineering and Technology, 2014.

RAZZOLINI FILHO, Edelvino; BERTÉ, Rodrigo. O reverso da logística: e as questões ambientais no Brasil. Curitiba: Ibpex, 2009. 211 p.

ROESCH, Sylvia Maria Azevedo. Projetos de estágio e de pesquisa em administração: guia para estágios, trabalhos de conclusão, dissertações e estudo de caso. 3.ed. São Paulo: Atlas, 2009. 308p.

SOARES, Christiane L.; OLIVEIRA, Jose A.; TEMOTEO, Mara C. Elevação da capacidade de Gargalos: logística reversa na cadeia de rerrefino do óleo lubrificante usado. In: XXXI Encontro Nacional de Engenharia de Produção, 2011, Belo Horizonte, Minas Gerais, p. 6, 2011.

Downloads

Publicado

2016-06-24

Edição

Seção

Artigos