Estado, Relações de Gênero e Violência Entre Moradores de Rua

Dalvan Antonio Campos, Heitor Mondardo Cardoso, Rodrigo Otávio Moretti-Pires

Resumo


O artigo analisa os efeitos das relações de gênero nas experiências de violência nas trajetórias de moradores de rua do município de Florianópolis/SC a partir de uma pesquisa desenvolvida nos meses de janeiro e fevereiro de 2016, com postura construcionista social, utilizando entrevistas individuais com pessoas gays, lésbicas e heterossexuais que moram nas ruas e registros provenientes da observação participante. As violências no contexto familiar provenientes da não aceitação das identidades de gênero foi o estopim da ida para as rua e como agravantes para situações de violência no contexto de rua. O estigma por ser morador de rua e não heterossexual apresentou-se como entrave na utilização dos serviços de saúde e assistência social, assim como motivador de violências.

Palavras-chave


Identidade de Gênero; Pessoas em Situação de Rua; Violência

Texto completo:

PDF


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.