O que ele é então se ele não é o meu pai?

Carlos José Matos Franco, Vera Lúcia Mendes de Paula Pessoa, Edna Maria Camelo Chaves, Thereza Maria Magalhães Moreira

Resumo


A confirmação da paternidade na vida de um adolescente, como resultado de um teste de DNA, mediante ação de investigação da paternidade, devido ao não reconhecimento pelo genitor, é, antes de tudo, uma busca por direitos e afirmação da filiação, com repercussões na vida do adolescente. Trata-se de uma pesquisa qualitativa cujo objetivo foi conhecer a repercussão na vida de adolescentes após confirmação da paternidade biológica pelo teste de DNA. A coleta de informações aconteceu por meio de uma entrevista semiestruturada, realizando-se uma análise temática através da qual emergiram duas categorias: Relacionamento entre pai-filho e Sentimentos e mudanças resultantes da confirmação da paternidade. A partir deste estudo e considerando que a confirmação da paternidade repercute na vida dos adolescentes de várias formas, seguem as demandas envolvendo aspectos sociais e jurídicos dos adolescentes como o acompanhamento social das famílias e proteção destes indivíduos.

Palavras-chave: Adolescente. Pai. Família. DNA.


Palavras-chave


Saúde; Saúde Coletiva; Metodologia Qualitativa.



Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.