A saúde das pessoas em privação de liberdade: um estudo de caso em internação hospitalar

Sarah Junckes Duarte, Michelly Laurita Wiese

Resumo


Este artigo trata do sistema prisional e do acesso à saúde pela população em privação de liberdade. Nesse sentido, o objetivo do trabalho é refletir sobre a saúde da população em privação de liberdade e, por conseguinte, a responsabilização das famílias na garantia do acesso à saúde do membro familiar durante a privação de liberdade. Trata-se de uma pesquisa qualitativa a partir de um estudo de caso, com entrevistas aplicadas a uma pessoa em privação de liberdade e um familiar durante internação hospitalar. Como resultados, destaca-se que a precarização do sistema prisional brasileiro dificulta o diálogo do acesso às políticas intersetoriais. Assim sendo, conclui-se que o acesso à saúde das pessoas que se encontram em privação de liberdade, em seu sentido ampliado, é quase sempre ofertado pelas suas famílias.


Palavras-chave


Saúde, Sistema Prisional, Família.

Texto completo:

PDF


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.