Os processos de Educação Permanente da Atenção Básica contemplam a temática Saúde do Trabalhador?

Andressa Silva, Lucimare Ferraz, Sinval Adalberto Rodrigues-Junior

Resumo


Este estudo descritivo de enfoque qualitativo objetivou verificar se os processos de educação permanente da Atenção Básica em Chapecó (SC) contemplam a temática saúde do trabalhador. O cenário envolveu os centros de saúde da Rede de Atenção Básica em saúde do município de Chapecó. A coleta de dados foi realizada em cinco centros de saúde, contemplando um por território da região norte, sul, leste, oeste e um centro rural. Participaram da pesquisa os coordenadores e os profissionais da recepção dos centros de saúde, que mantêm o primeiro contato com os usuários, totalizando dez sujeitos. Os dados foram coletados através de entrevista semiestruturada e analisados pela de Análise de Conteúdo. Os entrevistados referiram a existência de atividades educativas em suas rotinas de trabalho, entretanto, eles não as caracterizam como ações de educação permanente em saúde. Verificou-se, também, que dentre os assuntos voltados à saúde do trabalhador discutidos nos serviços de saúde da Atenção Básica, a notificação de agravos relacionados ao trabalho destacou-se nos depoimentos dos entrevistados. Os vários aspectos relacionados às ações de promoção, prevenção e assistência ao usuário trabalhador são parcialmente contemplados nas pautas de debate da Atenção Básica. 


Palavras-chave


Educação Continuada. Saúde do Trabalhador. Sistema Único de Saúde. Atenção Primária à Saúde.

Texto completo:

PDF


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.