Currículo integrado nos bacharelados na área da saúde: um estudo das evidências científicas

Diógenes Farias Gomes, Ana Suelen Pedroza Cavalcante, Osmar Arruda da Ponte Neto, Maria Socorro de Araújo Dias, Maristela Inês Osawa Vasconcelos

Resumo


O currículo integrado tem se configurado como uma ferramenta estratégica de desenvolvimento do ensino na saúde. Diante do anseio de dimensionar uma realidade, este estudo tem o objetivo de conhecer a produção científica acerca da implementação do currículo integrado nos cursos de bacharelado da área da saúde. Trata-se de uma revisão integrativa, construída sob o caráter qualitativo, na qual foram realizadas buscas sobre “currículo integrado”, “saúde” e “formação profissional” na interface de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). Com a adoção de critérios de inclusão e exclusão foram selecionados 19 artigos publicados na íntegra, escritos em língua portuguesa e espanhola. Tais artigos foram catalogados a partir de um instrumento adaptado e analisados sobre a ótica da análise de conteúdo de Bardin. Os resultados evidenciaram que a implantação do currículo integrado tem tido maior ênfase na Região Sudeste, com destaques para os estado de São Paulo e Minas Gerais. Para tanto, foi possível identificar que a transformação do currículo destes cursos tem sido desencadeada por processos normativos, em comum, guiam-se pelas Diretrizes Curriculares Nacionais, e metodologias que incorporem o protagonismo discente e a facilitação docente no processo de ensino-aprendizagem. 


Palavras-chave


Currículo; Educação Superior; Saúde

Texto completo:

PDF


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.