Trabalho e aposentadoria na perspectiva do envelhecimento ativo e da inclusão social

Maria Rita Aprile, Célia Aparecida Paulino, Fernanda Aprile Bilotta

Resumo


A Organização Mundial da Saúde vem disseminando o conceito de “envelhecimento ativo" que considera os idosos indivíduos saudáveis e produtivos e em condições de participação contínua nas questões sociais, econômicas, culturais, espirituais e civis. Este artigo sistematiza estudo realizado com 62 idosos aposentados da comunidade com queixas de tonturas e outros sintomas de doenças relacionadas ao equilíbrio corporal (doenças vestibulares), com o objetivo de identificar a sua relação com o trabalho e a aposentadoria, na perspectiva do envelhecimento ativo e da inclusão social. Trata-se de estudo com abordagem qualitativa que compreendeu: análise da produção científica sobre envelhecimento, trabalho e aposentadoria e realização de entrevistas semiestruturadas. Os idosos participantes do estudo eram de ambos os sexos, tinham idade entre 60 e 80 anos e apresentavam diferentes níveis de escolaridade. Os relatos dos participantes do estudo foram reunidos nas seguintes categorias: significado do trabalho e da aposentadoria e a perspectiva da inclusão social; distinção entre trabalho e labor e experiências de vida; aposentadoria, continuidade ao trabalho e oportunidades profissionais; trabalho, aposentadoria e influência da saúde. As falas dos idosos revelaram inexistência de visão crítica sobre o trabalho e aposentadoria; predomínio de atitudes saudosistas em relação ao trabalho considerado fator de inclusão e de pertencimento social em oposição à aposentadoria vista como sinônimo de velhice, de incapacidade física e mental, fim da vida produtiva e desvalorização social. À exceção de algumas queixas sobre lesão do esforço repetitivo, os entrevistados não consideraram as doenças vestibulares impeditivas para o desempenho profissional ou retorno à vida produtiva. Na perspectiva do envelhecimento ativo, o estudo reforça a necessidade do cumprimento de medidas inclusivas que garantam à população idosa aposentada o respeito aos seus direitos e sua efetiva inclusão social.

Palavras-chave


Envelhecimento. Trabalho. Aposentadoria. Saúde do idoso.

Texto completo:

PDF


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.