Compreensão da prescrição médica por pacientes atendidos em pronto socorro central de Santos [Understanding the prescription for patients seen in emergency rooms central Santos]

Simone Crispim Fernandes, Giselle Serra Costa

Resumo


O presente estudo teve como objetivo verificar a compreensão da prescrição médica. A amostra foi intencional de 100 indivíduos. Os pacientes foram entrevistados após sua passagem pelo consultório médico do Pronto Socorro Central da Prefeitura Municipal de Santos. As entrevistas ocorreram no período de junho a setembro de 2004 através de questionários estruturados. Os questionários contaram com questões relativas à compreensão da prescrição e finalidade do tratamento. O estudo demonstrou que a amostra foi composta 49,0% de mulheres e 51,0% de homens. A faixa etária variou de 15 anos a indivíduos maiores de 55 anos. Verificou-se que 69,0% dos entrevistados não compreenderam a caligrafia do médico, sendo que desses pacientes 9,0% eram analfabetos. Os menos escolarizados tiveram menor compreensão. De acordo com a compreensão da finalidade do medicamento, 74,0% dos entrevistados não sabiam o objetivo da terapêutica medicamentosa e 26,0% compreenderam sua prescrição. O estudo verificou a baixa compreensão da prescrição médica devido à ilegibilidade e nível de escolaridade. Sugerindo assim a necessidade de um trabalho multiprofissional.

 

ABSTRACT - This study aimed to verify the understanding of the prescription. The sample of 100 individuals was intentional. Patients were interviewed after their passage through the doctor's Emergency Center of the City of Santos. The interviews took place between June and September 2004 using structured questionnaires. The questionnaires relied on matters relating to the understanding of the purpose of prescribing and treatment. The study showed that the sample included 49.0% women and 51.0% of men. Their ages ranged from 15 years to individuals over 55 years. It was found that 69.0% of respondents did not understand the doctor's handwriting, and these patients 9.0% were illiterate. The less educated were less understanding. According to the understanding of the purpose of the drug, 74.0% of respondents did not know the purpose of drug therapy and 26.0% understood their prescription. The study found a low understanding of medical prescriptions due to illegibility and educational level. Thus suggesting a need for a multi work.

Keywords: Drugs Prescription; Comprehension; Emergency Medical Services

Palavras-chave


Prescrição de Medicamentos; Compreensão; Serviços Médicos de Emergência

Texto completo:

PDF/A


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.