A cultura do skate e o segmento skatewear, compondo dream brands para o público jovem

Julio Monteiro Teixeira, Ícaro Bruno de Castilho

Resumo


O crescimento econômico levou as organizações a repensarem suas

estratégias frente às novas demandas de mercado. As empresas começaram

a se diferenciar através do posicionamento de marca, que passou

a receber atenção especial na gestão empresarial. Algumas empresas

começaram a se diferenciar, tornando-se “objeto” de desejo do público.

No segmento skatewear algumas marcas são desejadas por critérios

que transcendem suas necessidades diretas. Este artigo busca observar

o peril dos consumidores que se identiicam com o estilo do skate e entender

se os fatores que inluenciam a preferência são relacionados ao

conceito de Dream Brand.


Palavras-chave


Marca; Dream Brand; Skatewear.

Texto completo:

PDF-A

Referências


AAKER, David A. Marcas: Brand Equity - Gerenciando Valor de Marca.

São Paulo: Negócio Editora, 1998.

CHAVES, C.; BRITO E. A Onda Dura - 3 décadas de Skate no Brasil.

São Paulo. Parada Inglesa, 2000.

DATAFOLHA. Pesquisa encomendada pela Confederação Brasileira

de Skate – CBSK, Junho de 2006. Praticante de Skate no Brasil. Disponível

em: www.cbsk.com.br. Acesso em: Agosto de 2008.

GAMA, Amauri C.; PERASSI, Richard. Expressão e posicionamento

da marca Brahma. 2008

GOBÈ, Marc. A emoção das marcas: conectando marcas às pessoas.

Rio de Janeiro. Campus, 2002

Manual de Gestão de Design. Lisboa: Porto: Centro Português de

Design – CPD, 1997

MOZOTA, Brigitte Borja de. Design Management: Using Design to

Build Brand Value and Corporate Innovation. New York: Allworth

Press, 2003

NIEMEYER, Carla. Marketing no design Gráico. Rio de Janeiro. 2AB,


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

indexadores