Método Simplificado de Concepção de Vídeos para YouTube na Produção de uma Animação 3D para o Combate ao AEDES AEGYPTI

Marcelo Geraldo Teixeira, Amaury Moura de Aquino, Lucio Bouvier Costa, Larissa Cruz Rosario, Milca Bomfim Conceição, Uilson Freitas Fernandes

Resumo


A divulgação de informações sobre o mosquito Aedes aegypti é uma das suas formas de combate e o site YouTube se mostra como uma ferramenta apropriada a esse propósito. Este artigo tem como objetivo propor um método simples de concepção de um vídeo/animação 3D, composto de duas partes, a modelagem conceitual e a modelagem digital, usando na primeira, uma síntese de autores de concepção de Roteiros, Design e Storyboard,e na última elementos modelados e animados em softwares 3D em uma ambiência totalmente digital. Os resultados permitiu a concepção em um processo rápido, mas completo, de produção audiovisual, desde a geração do seu conceito até o desenvolvimento no meio digital.


Palavras-chave


Método; Youtube; Aedes aegypti.

Texto completo:

PDF/A

Referências


AUTODESK. 3DS Max. 2014. Disponível em http://www.autodesk.com/education/free-software/3ds-max Acesso em 25/10/2014

BARRETO-NETO, Aurélio Azevedo. COMETTI, Rafaela Recla. Sensoriamento remoto como ferramenta auxiliar no combate à ocorrência de dengue na cidade de Vitória-ES. Anais XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto. Florianópolis, 2007, INPE, p. 3733-3738. Disponível em http://marte.sid.inpe.br/col/dpi.inpe.br/sbsr@80/2006/11.15.15.19.59/doc/3733-3738.pdf Acesso em 12/09 2014

BRASIL. Ministério da Educação. Oficina de produção de vídeos. Curta Histórias. 2014. Disponível em http://curtahistorias.mec.gov.br/images/pdf/dicas_producao_videos.pdf Acesso em 12/09 2014

CAZOLA, Luiza Helena de Oliveira et al. O Controle da Dengue em duas Áreas Urbanas do Brasil Central: percepção dos moradores. Saúde Social. São Paulo, v.20, n.3, p.786-796, 2011. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-12902011000300021&script=sci_arttext Acesso em 14/09 2014

COMPARATO, Doc. Da criação ao roteiro. Rio de Janeiro. Rocco. 1995

DALLACOSTA, Adriana. Possibilidades educacionais do uso de vídeos anotados no Youtube. Departamento de Educação e Cultura do Exército Brasileiro. 2004. Disponível em http://www.ensino.eb.br/portaledu/conteudo/artigo9513.pdf Acesso em 12/09 2014

DIAS, Larissa B. A. Dengue: transmissão, aspectos clínicos, diagnóstico e tratamento. Medicina (Ribeirão Preto) 2010; 43(2): 143-52. Disponível em http://revista.fmrp.usp.br/2010/vol43n2/Simp6_Dengue.pdf Acesso em 12/09 2014

EKSTRÖM, Hanna. How Can a Character's Personality be Conveyed Visually, through Shape. Degree Project in Game Design. Suécia, 2013. Disponível em http://www.diva-portal.org/smash/get/diva2:637902/FULLTEXT01.pdf Acesso em 15/09 2014

FADEL, Luciane Maria. Design de personagem: Um enfoque na qualidade da experiência. Anais do 9º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. Universidade Anhembi Morumbi. São Paulo. 2010. Disponível em http://blogs.anhembi.br/congressodesign/anais/design-de-personagem-um-enfoque-na-qualidade-da-experiencia/ Acesso em 23/09 2014

FIELD, Syd. Manual do roteiro. Os Fundamentos do Texto Cinematográfico. Rio de Janeiro. Editora Objetiva Ltda. 2001

FRANCISCO, Thiago. GARONE, Priscilla Maria Cardoso. Design de personagens e representação gráfica: uma construção semiótica. Anais do Graphica 2013. UFSC. Santa Catarina. 2013. Disponível em http://wright.ava.ufsc.br/~grupohipermidia/graphica2013/trabalhos/DESIGN%20DE%20PERSONAGENS%20E%20REPRESENTACAO%20GRAFICA%20UMA%20CONSTRUCAO%20SEMIOTICA.pdf Acesso em 23/09 2014

GOMES, Andréia Prieto. História da animação brasileira. Cena Universitária. Centro de analise do cinema e do audiovisual. Universidade do Estado do Rio de Janeiro. 2008. Disponível em http://www.cenacine.com.br/wp-content/uploads/historia-da-animacao-brasileira1.pdf Acesso em 15/10/2014

GUILLÉN, José Mascardó. El cine de animación: En más de 100 longametrajes. Madri. Alianza, 1997.

LAMAS, Cristiane Giglio. Desenho animado: entretenimento, ideologia e cultura de massa. Universidade de Sorocaba. Sorocaba. 2012. Dissertação. Disponível em http://comunicacaoecultura.uniso.br/prod_discente/2012/pdf/cristiane_giglio_lamas.pdf Acesso em 15/10/2014

LIMA, Vinícius. Cuidado com a dengue! ( animação ). UFPB. Campina Grande. 2010. Disponível em www.youtube.com/watch?v=etgAW_aF0MI Acesso em 23/09 2014

LUCENA JÚNIOR, Alberto. Arte da animação: Técnica e estética através da história. São Paulo: Senac, 2005.

MENDONÇA, Francisco de Assis. SOUZA, Adilson Veiga e. DUTRA, Denecir de Almeida. Saúde pública, urbanização e dengue no Brasil. Sociedade & Natureza. Uberlândia, 21 (3): 257-269. 2009. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1982-45132009000300003&script=sci_arttext Acesso em 23/09 2014

MOREIRA, Assis. OMS estima que dengue pode infectar 390 milhões por ano no mundo. Valor Econômico. 2014. Disponível em http://www.valor.com.br/brasil/3505186/oms-estima-que-dengue-pode-infectar-390-milhoes-por-ano-no-mundo Acesso em 12/09 2014

MORRISON, Mike. Becoming a computer animator. Indianápolis. Howard W. Sams, 1994.

OLIVEIRA, Débora Silva de. O uso do vídeo em EAD: desafios no processo de ensino aprendizagem. Revista Cesuca Virtual. V. 1, n. 1, 2013. Disponível em http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/cesucavirtual/article/view/422 Acesso em 17/09 2014.

PAHO/WHO. Pan American Health Organization/ World Health Organization. Chikungunya. 2014. Disponível em http://www.paho.org/hq/index.php?option=com_topics&view=article&id=343&Itemid=40931 Acesso em 23/09 2014

PERNAMBUCO. Prefeitura. A Dengue em nossa História. Recife. 2011. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=5dkpti5pkBo Acesso em 17/09 2014.

PIXOLOGIC. ZBrush Overview. 2014. Disponível em http://pixologic.com/zbrush/features/overview/ Acessado em novembro de 2014

POWELL, Dick. MONAHAN, Patrícia. Advanced Marker Techniques. Londres. Macdonald Illustrated. 1987

RIO DE JANEIRO. Agente Mirim Contra a Dengue. Niterói. 2009. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=XZt33dVRp9U Acesso em 17/09 2014.

RUSSET, Robert; STARR, Cecile. Experimental animation: Origins of a new art. Newtons. Da Capo Press, 1988.

SADOP. Campaña nacional contra el dengue. 2010. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=OopnVYJokFw Acesso em 17/09 2014..

SANTOS, Jaqueline Araújo dos. LOPES, Marcelo Dias. A utilização das redes sociais pelos universitários da cidade de Itajubá-MG. Anais do Encontro Científico Sul Mineiro de administração, contabilidade e economia. Itajubá, 2013. Disponível em http://www.facesm.br/userfiles/webfiles/Artigo%209.pdf Acesso em 17/09 2014.

SIGNIFICADOS.COM.BR. Significado de Youtube. 2014. Disponível em http://www.significados.com.br/youtube/ Acesso em 17/08 2014..

SOUZA, Francis Martins de. Design de Games. Material didático referente ao Workshop do Centenário. 2011. Disponível em http://unisalesianogames.files.wordpress.com/2011/08/59051645-design-de-games-material-didatico.pdf Acesso em 17/09 2014.

VICENTE, Rebeca. Dengue é risco para cerca de 40% da população mundial, estima OMS. Folha de São Paulo. Setembro de 2014. Disponível em http://www1.folha.uol.com.br/treinamentocienciaesaude/2014/06/1477781-dengue-e-risco-para-cerca-de-40-da-populacao-mundial-estima-oms.shtml Acesso em 17/09 2014.

WHO. World Health Organization. 2012-2020. Global strategy for dengue prevention and control. Geneva. 2012. Disponível em http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/75303/1/9789241504034_eng.pdf?ua=1 Acesso em 17/09 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.






indexadores