A construção ampliada do cuidado: atenção às famílias nos centros de atenção psicossocial infantujuvenis

Bruna Lidia Taño, Thelma Simões Matsukura

Resumo


Este estudo objetivou compreender sobre a participação de famílias de crianças e adolescentes em intenso sofrimento psíquico inseridas em CAPSi. Participaram 17 técnicos dos CAPSi e 16 familiares de crianças e adolescentes, que responderam a entrevista semi-estruturada. Os dados foram analisados através da técnica do Discurso do Sujeito Coletivo. Como resultados foi identificado que o principal dispositivo de cuidado ofertado aos familiares são as abordagens grupais e que estes familiares muitas vezes não se sentem inseridos na dinâmica dos serviços. Em relação às sugestões para melhoria dos CAPSi os familiares apontam a ampliação do funcionamento dos serviços, como também a importância de sua inclusão na forma de grupos de expressão ou de atendimentos para mais informações sobre o cuidado realizado com seus filhos, além da solicitação de apoio para contato com as escolas e orientação aos professores.


Palavras-chave


saúde mental; serviços de saúde mental; família; crianç; adolescente.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.