Arte e experiência: relações da arte no contexto da saúde mental

Larissa Moraes Moro, Félix Miguel Nascimento Guazina

Resumo


Este artigo buscou trazer uma reflexão acerca das temáticas arte e saúde mental, articulando as possibilidades da arte no campo do cuidado. Foi utilizado como método de pesquisa o ensaio-teórico. Para tanto, foi realizada uma revisão teórica acerca dos temas da saúde mental e da arte, no qual buscou-se não só na literatura científica, como em outras bibliografias, diversas experiências da arte e do cuidado em saúde mental, a partir da utilização dos conceitos de Benjamin (1987) e Bondía (2002) sobre a noção de experiência. Apresentam-se as experiências de Qorpo-Santo, Osório César, Nise da Silveira, Fernando Diniz, além de outras experiências contemporâneas. A crescente preocupação em construir propostas de serviços e oficinas no campo da saúde mental, apontam para uma nova forma de pensar a arte não apenas como expressão do que já existe, mas como uma possibilidade de criação do novo, como forma de produção de vida.


Palavras-chave


Saúde Mental; Arte; Experiência.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.