Oficina de teatro em um centro de convivência: Uma vivência de diálogo sobre questões sociais e empoderamento de crianças

Nicole Guimarães Cordone, Ellen Cristina Ricci, Bruno Ferrari Emerich, Rosana Teresa Onocko Campos, Milena Camargo Barberio

Resumo


Trata-se de relato de experiência sobre uma oficina de teatro e expressão corporal realizada num Centro de Convivência de Campinas/SP em parceria com uma Organização Não Governamental (ONG) que acolhe crianças e adolescentes de 7 a 14 anos no período de contra-turno escolar. Foi uma vivência que contribuiu para promover o debate sobre questões sociais e de discriminação. A partir da apresentação da experiência, busca-se discutir sobre os sentidos que a atividade foi assumindo ao longo do processo, a importância de promover atividades artísticas e culturais na saúde mental e o papel dos Centros de Convivência na promoção de saúde e efetivação da integralidade do cuidado. Conclui-se que a proposição de atividades em saúde mental pode ser muito potente e propiciar para os sujeitos a experimentação de novas possibilidades, criação, expressão, produção de vida, convivência, inserção na rede social, acesso a bens culturais, criação de sentidos, exercício da potência de ação, entre outros. 

 


Palavras-chave


Saúde Mental; Atividades culturais; Terapia Ocupacional; Centro de Convivência; Atenção Psicossocial.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.