Satisfação com um serviço de dependência química: Avaliando familiares de usuários

Marcos Vinicius Ferreira dos Santos, Marluce Miguel de Siqueira

Resumo


Objetivo: mensurar a satisfação dos familiares com um serviço de dependência química da capital do Espírito Santo. Material e Métodos: estudo descritivo, de corte transversal, com abordagem quantitativa, realizado entre outubro de 2013 e janeiro de 2014 no Programa de Reabilitação a Saúde do Toxicômano e Alcoolista (PRESTA). A amostra foi composta por 23 familiares que acompanhavam usuários em tratamento no PRESTA, no regime de internação. O instrumento de coleta de dados incluiu a “Escala de Avaliação da Satisfação em Serviços de Saúde Mental” (SATIS-BR). Resultados: A amostra foi predominantemente feminina (91,3%). Quanto ao grau de parentesco, houve maior prevalência dos genitores (39,2%), seguido pelos cônjuges (30,43%). A droga mais se constituiu como motivo de procura pela internação no serviço foi a cocaína/crack (69,6%) seguida pelo álcool (26,1%). Detectou-se alto grau de satisfação dos familiares com o serviço (4,65). Da mesma forma o grau de satisfação com os resultados do tratamento (4,61), acolhida e competência da equipe (4,83) e também da privacidade e confidencialidade (4,43).  foram altos. As correlações das três subescalas SATIS-BR com a escala global foram positivas, fortes e significativas (r > 0,7 e p < 0,01). Conclusões: A relevância deste estudo reside no fato de fornecer subsídios para melhoria dos serviços e principalmente por ser uma estratégia de dar voz a família, colaborando com sua inclusão no tratamento do usuário.


Palavras-chave


Atenção Psicossocial; Dependência Química; Saúde Mental; Avaliação em Saúde

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.