Terapêutica peripatética¹: experiência da atenção psicossocial em um CAPSi

Danielle Celi dos Santos Scholz, Jefferson Matheus Dahmer de Castro

Resumo


O presente artigo tem como objetivo relatar a experiência de dois trabalhadores-residentes na sua atuação junto a um grupo terapêutico peripatético com adolescentes em um CAPSi. Aborda questões históricas do fazer em saúde mental coletiva sob a perspectiva da Atenção Psicossocial e apresenta as dificuldades e potencialidades de se instaurar diferentes modos de operar a clínica em um serviço de saúde mental do Sistema Único de Saúde (SUS) que atende crianças e adolescentes com sofrimento psíquico. Exaltamos o sucesso de uma proposta que coloca o usuário como protagonista da construção das estratégias de seu cuidado e ressaltamos ainda a importância de aposta na experimentação de novas formas de cuidar.


Palavras-chave


Terapêutica Peripatética; Atenção Psicossocial; CAPSi; Cuidado; SUS.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.