Percepção de Apoio Social e médias de satisfação com apoio percebido

Zelma Gulart de Lima, Valéria Cristina Christello Coimbra, Luciane Prado Kantorski

Resumo


OBJETIVO: Descrever a satisfação com o apoio social percebido pelos usuários de serviços de saúde mental. MÉTODOS: Estudo transversal, realizado com 392 indivíduos, destes (63,5%) usuários de CAPS e (36,5%) de moradores de SRT, do estado do Rio Grande do Sul/RS - Brasil no ano de 2009. Os participantes responderam um questionário estruturado contendo instrumento de apoio social ( SSQ -27). Para definir a satisfação e o número de apoio social percebido utilizou-se de acordo com a literatura o número de respostas positivas em cada uma das questões do SSQ-27. RESULTADOS: A média total do apoio social percebido pelos sujeitos na amostra estudada foi de 3,93 (DP 0,96) para satisfação e para número a média foi de 2,26 (DP 1,16). Quando comparados os dois serviços a média apresentou um aumento da satisfação para CAPS e redução para o SRT em comparação com o total e entre os serviços (4,05 e 3,73) e para número a média do apoio social aumenta no SRT (2,48 e DP 1,72 )  quando comparado com o CAPS e com o total. CONCLUSÕES: Os resultados indicam as maiores médias de satisfação e de número apoio social percebidos são de mulheres, casadas ou com companheiro, com renda no último mês em mais de dois salários mínimos. No entanto, cabe destacar que no presente estudo, a exposição e o desfecho estão sendo avaliados no mesmo momento, não sendo possível afirmar que a percepção ou a ausência do apoio social são fatores determinantes para o agravamento do adoecimento, mas conclui-se que são indispensáveis no processo de recuperação.


Palavras-chave


Apoio social; Saúde mental; Serviços de saúde mental; Desinstitucionalização; Satisfação.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.