Conhecimento dos adolescentes sobre a importância de hábitos de vida saudável

Douglas Francisco Kovaleski, Claudete Teresinha Azevedo, Alana Dallacosta Fantin, Fábio Quandt, Joice Pacheco

Resumo


Trata-se de uma pesquisa exploratória descritiva com uma abordagem quantitativa, que buscou conhecer os agravos a que estão expostos os adolescentes e as situações de risco que podem influenciar na saúde dos adolescentes de Ensino Fundamental da Escola Dom Oscar Arnulfo Romero do município de Xanxerê - SC. Este estudo teve como objetivo identificar o número de adolescentes em situação de risco. Foi realizado no período de novembro a dezembro de 2010. Participaram deste estudo 100 estudantes. Os entrevistados estão na faixa etária de 12 a 18 anos; 48% são do sexo feminino e 52% do sexo masculino; 23% trabalham e 77% não trabalham; 100% cursam o ensino fundamental 2% são casados, 92% solteiros e 06% separados. Observa-se que 26% tem como lazer preferido ouvir música. De acordo com os resultados observou-se que dos adolescentes entrevistados 48% não iniciou a atividade sexual, 52% já iniciaram a vida sexual, sendo que 67% fazem uso de preservativo às vezes, 21% nunca e 12% sempre. Quanto ao uso de bebidas alcoólicas, 53% raramente, 29% nunca e 18% só nos fins de semana, sendo que 10% dos adolescentes já faz uso de drogas ilícitas. Após a análise dos dados percebe-se que os hábitos da atividade sexual desprotegida, o consumo de bebidas alcoólicas e o de drogas podem influenciar nas condições de saúde dos mesmos futuramente. Alguns dados levantados contribuem para o planejamento de políticas públicas e da assistência de enfermagem prestada aos adolescentes. Risco é entendido pela epidemiologia como a probabilidade de ocorrência de uma doença, agravo, óbito, ou condições relacionadas á saúde. Esses riscos e vulnerabilidade são problemas da adolescência; como: doenças sexualmente transmissíveis, uso e ao abuso de drogas lícitas e ilícitas, a depressão, acidentes, violências, á vida escolar e profissionalização, e condições socioeconômicas.

 

 


Palavras-chave


Saúde do Adolescente; Controle de risco; Promoção da Saúde.

Texto completo:

PDF-A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.