Perfil de usuários diagnosticados com deficiência intelectual atendidos em um serviço ambulatorial de saúde mental

Leonardo Naves dos Reis, Sandra Souza Pereira, Carla Araújo Bastos Teixeira, Lucilene Cardoso, Edilaine Cristina da Silva Gherardi-Donatto

Resumo


Objetivo: verificar as características sócio demográficas e a necessidade de internação em uma unidade psiquiátrica dos pacientes diagnosticados com o retardo mental com seguimento em um serviço ambulatorial de saúde mental. Método: Estudo quantitativo descritivo e exploratório, de natureza epidemiológica, de prevalência e correlacional. Foram analisados 1281 prontuários nos meses de abril e maio de 2012. Utilizou-se a estatística descritiva das características sociodemográficas da população de pacientes. Resultados: Constatou-se que a maioria dos pacientes diagnosticados com o retardo mental é do gênero masculino (55%), com média de idade de 37,98 anos, nível de escolaridade predominante ensino fundamental (65%), e em comparação com o geral do serviço, 16% já necessitaram de internação. Conclusões: Esta pesquisa mostra a importância da definição de um diagnóstico em saúde mental para a elaboração de um plano terapêutico individual e também ressalta a epidemiologia como instrumento na avaliação da prevalência dos transtornos mentais na população.

Palavras-chave


Retardo Mental; Epidemiologia; Saúde Mental.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.