Relato de vivência em um centro de atenção psicossocial no município de Camaragibe/PE

Cristina Albuquerque Douberin

Resumo


O Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) do município de Camaragibe/PE analisado configura-se como um serviço comunitário ambulatorial e regionalizado. O objetivo deste relato de vivência foi analisar a dinâmica terapêutica realizada com os pacientes atendidos nesse centro, para depois inferir opiniões a respeito. Quando iniciam seus tratamentos nesse centro, os pacientes recebem consultas médicas, atendimentos terapêuticos individuais e/ou grupais com psicólogos e assistentes sociais, podendo participar de atividades lúdicas e recreativas (como a musicoterapia), de maneira mais ou menos intensivas e articuladas em torno de um projeto terapêutico individualizado voltado para o tratamento e reabilitação psicossocial. Essas características constitutivas desse centro, representadas por compromissos de ordem prática inerente a qualquer unidade de saúde, derivados de sua vinculação com a superação das políticas públicas tradicionais de saúde mental no Brasil, tornam-no, a partir dessa convergência, um serviço de saúde particularmente complexo. Por outro lado, tal complexidade se caracteriza como sendo facilitadora da relação usuário-profissional, pois se tornaram bastante notórios os consideráveis níveis de confiança e segurança dos pacientes para com os profissionais que os acompanham durante as reuniões de cunho terapêutico das quais participam. Pode- se concluir que esta vivência revelou que esse CAPS do município de Camaragibe/PE encontra-se com estrutura alinhada aos princípios que norteiam os demais serviços de saúde pertencentes ao Sistema Único de Saúde (SUS).


Palavras-chave


Saúde Mental; Serviços de Saúde; Sistema Único de Saúde.

Texto completo:

PDF-A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.