Visitas domiciliares: Desafio à atenção básica e saúde mental.

Fabrício Gobetti Leonardi

Resumo


A discussão sobre Visitas Domiciliares, neste trabalho, surge como tema de destaque, bem como seu uso e concepção na saúde pública, especialmente atenção básica e saúde mental. É verdade que seu percurso histórico implicou e implica em características e particularidades da relação do Estado na gestão e operacionalização de políticas e ações em saúde e estas na relação direta com o domicílio dos usuários e famílias. Nesse sentido, as visitas domiciliares articulam estratégias que extrapolam a noção centrada no “intra-serviços”, o que vem sendo bastante estimulado e valorizado, especialmente após o processo de implantação do Sistema Único de Saúde (SUS). Assim, buscou-se realizar uma revisão da bibliografia das visitas domiciliares, articulando o tema da atenção básica ou atenção primária em saúde e saúde mental, justamente para ajudar a compreender os objetivos, atributos teórico-metodológicos e histórico-sociais de sua determinação.

Palavras-chave


Visitas domiciliares; Saúde mental; Saúde coletiva; Atenção básica

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.