Transtorno do Stresse Pós-traumático entre vítimas de acidentes de trânsito

Marta Elisa Bringhenti, Walter Ferreira de Oliveira

Resumo


Conduziu-se um estudo com objetivo de investigar como pessoas envolvidas em acidentes de trânsito percebem a manifestação do transtorno do estresse pós-traumático (TEPT). Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com vítimas de acidentes de trânsito que apresentavam o transtorno. Para a sistematização dos dados utilizou-se a categorização dos conteúdos que resultou em três categorias: 1. Percepção das vítimas de acidentes de trânsito sobre o TEPT; 2. Percepção do TEPT e apoio social; 3. Recuperação e reabilitação do TEPT nas vítimas de acidentes de trânsito. Os resultados indicam que o transtorno provoca disfunções cognitivas, afetivas, comportamentais e sociais. A falta de apoio social, de estruturas de serviços com planos de recuperação e reabilitação propiciaram a recorrência do transtorno. O estudo contribuiu para o conhecimento da funcionalidade do transtorno em vítimas de acidentes de trânsito e de aspectos que favorecem a manutenção do distúrbio.

Palavras-chave


Transtorno do estresse pós-traumático; acidentes de trânsito; trauma; causas externas; lesões

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.