A CRIAÇÃO DE CONHECIMENTO NOS ENCONTROS DE SERVIÇO: O CASO DE UMA AGRITECH BRASILEIRA

Victor Fraile Sordi, Gustavo Fraile Sordi, Marina Keiko Nakayama

Resumo


Objetivo: O objetivo deste estudo foi investigar como os encontros de serviço podem ser utilizados para criar conhecimentos.

Design/Metodologia/Abordagem: Este artigo apresenta um estudo de caso qualitativo que descreve como os encontros de serviço entre uma agritech brasileira e seus clientes são usados para criar novos conhecimentos. O estudo de caso foi aplicado à uma startup do interior do estado de São Paulo, que fornece serviços de gestão de propriedades agrícolas e agricultura de precisão.

Resultados: Os resultados sugerem que as interações entre clientes e fornecedores nos encontros de serviço podem ser oportunidades para a criação de conhecimentos úteis tanto para as organizações como para seus clientes. Nessas interações, clientes e fornecedores podem ser capazes de co-criar conhecimento e valor.

Limitações da pesquisa: Como se trata de um estudo de caso único, a generalização dos resultados se restringe às organizações envolvidas em contextos e condições semelhantes.

Implicações práticas: As organizações podem qualificar esses encontros de serviço de modo a aproveitar ao máximo as oportunidades de criação de conhecimento. A criação de novos conhecimentos úteis pode gerar inovações importantes nessas organizações.

Originalidade/valor: Não há na literatura estudos de caso focados na capacidade de criação de conhecimento nos encontros de serviço. Da mesma forma, pouco se sabe sobre a realidade das agritechs brasileiras e de seus esforços para criar conhecimentos e gerar inovações.

Palavras-chave


Co-criação de Valor; Encontros de Serviço; Gestão do Conhecimento.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Scholar Scholar Livre