Gestão de custos orientada às empresas com foco em Inovação

Ana Paula Beck da Silva Etges, Erica Caetano Roos, Rafael Calegari, Joana Siqueira de Souza, Francisco José Kliemann Neto

Resumo


Objetivo: Este estudo buscou unir o método Activity-Based Costing (ABC) com o método de Simulação de Monte Carlo (SMC), com o objetivo de considerar os riscos presentes no ambiente inovativo e estimar os custos incluindo a sua variabilidade.

Design/Metodologia/Abordagem: Ilustrou-se com um exemplo didático o modelo proposto e percebeu-se a viabilidade do uso do modelo proposto, bem como foram detalhadas as ferramentas relacionadas às etapas para a respectiva execução. Além disso, o modelo propôs o uso de indicadores como o Valor em Risco (VaR) e Indicador Global de Risco, os quais viabilizaram análises econômicas através da Gestão de Riscos ao facilitarem a identificação dos riscos que representam maior variabilidade ao custos de atividades.

Resultados: Os resultados apontam para viabilidade de aplicação da proposta, levando em consideração a característica modular da proposta e a qualidade das informações geradas para a gestão de riscos de empresas situadas em ambientes que exigem inovação.

Limitações da pesquisa: Entre as limitações do estudo destacam-se o caráter exploratório do uso das metodologias em conjunto e a aplicação em um caso ilustrativo.

Originalidade/valor: A principal contribuição do estudo é a proposição de uma nova abordagem para a incorporação de variabilidade aos custos envolvidos em projetos inovadores, que pode gerar impactos positivos para profissionais da área e também como passo inicial para futuras pesquisas na área.


Palavras-chave


Activity-Based Costing; Simulação de Monte Carlo; Inovação; Análise de Riscos.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Scholar Scholar Livre