GESTÃO DA DEMANDA: AS DIFICULDADES ENFRENTADAS PELO ATACADO DISTRIBUIDOR

Daniel Silva dos Santos, Fernando Rodrigues de Amorim, Leonardo Augusto Amaral Terra

Resumo


Com a busca por velocidade e flexibilidade no atendimento ao cliente a gestão da demanda se tornou um processo chave das organizações, alavancada pelo modelo atual de competição. Nele a gestão da demanda torna-se fundamental para maximizar o desempenho de toda a cadeia. Diante dessa realidade, o presente artigo se propõe a identificar as principais dificuldades enfrentadas pelo atacado distribuidor na gestão da demanda. Através de entrevistas semiestruturadas e com o auxílio do software Tropes na análise de conteúdo, identificou-se que os principais desafios na gestão da demanda no atacado distribuidor são: cenário econômico, equipe, responsabilidade, variabilidade, sazonalidade, confiança, falha, comunicação, liderança e metas. 


Palavras-chave


Gestão da Demanda; Gestão da Cadeia de Suprimentos; Atacado Distribuidor

Texto completo:

PDF

Referências


APICS Dictionary: Terry Collegue of Business, University of Georgia, 9th ed., 1998.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ATACADISTAS E DISTRIBUIDORES DE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS. ABAD: setor no Brasil, Recuperado em 13 de março de 2016, de http://www.abad.com.br/ds_setor_brasil.php.

BALLOU, RONALD H. Gerenciamento da cadeia de suprimentos/logística empresarial 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

BANDEIRA DE MELLO, R.; SILVA, A. B. Pesquisa Qualitativa em estudos organizacionais: Paradigmas, Estratégias e Métodos. São Paulo: Saraiva, 2006.

BARROS, AIDIL J. S.; LEHFELD, NEIDE A. S. Fundamentos de metodologia científica 3. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

BOWERSOX, D.; CLOSS, D. Logística Empresarial – O processo de integração da cadeia de suprimentos. São Paulo, Atlas, 2001.

BOWERSOX, DONALD J.; CLOSS, DAVID J.; COOPER, M. BIXBY. Gestão da cadeia de suprimentos e logística. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

CAMAROTTO, MÁRCIO ROBERTO. Gestão de atacado e varejo. Curitiba: IESDE Brasil S.A, 2009.

CHASE, R.B.; AQUILANO, N.J.: Dirección y Administración de la Producción y de las Operaciones. México, McGraw-Hill, 1995.

CHRISTOPHER, MARTIN. Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos: criando redes que agregam valor 2. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2007.

CHRISTOPHER, MARTIN; RYALS, LYNETTE J. The Supply chain becomes the demand chain. Journal of Business Logistics, 35(1): p. 29-35, 2014.

CHOPRA, SUNIL; MEINDL, PETER. Gerenciamento da cadeia de suprimentos. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2003.

CORRÊA, H. L.; GIANESI, I. G.; CAON, M. Planejamento, Programação e Controle da Produção: MRPII/ERP, conceitos, uso e implantação. Atlas, 1997.

CROXTON, K. L., et al. The Demand Management Process. The International Journal of Logistics Management, v.13, n.2, 2002.

GIL, ANTONIO C. Como elaborar projetos de pesquisa 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GODOI, C. K.; MELO, R. B. D.; SILVA, A. B. Pesquisa Qualitativa em estudos organizacionais: Paradigmas, Estratégias e Métodos. 2° edição. 2006.

LAMBERT, D. M.; EMMELHAINZ, M. A.; GARDNER, J. T., Developing and implementing supply chain partnerships. The International Journal of Logistics Management, v. 7, n. 2, 1996.

LAMBERT, D. M., Supply chain management: processes, partnerships, performance. Sarasota. 3a edição: Supply Chain Management Institute, 2008. 

LEE, H. L.; PADMANABHAN, V.; WHANG, S. The bullwhip effect in supply chains. Sloan Management Review, Spring, 1997, pp. 93-102, 1997.

MANZINI, E. J. A entrevista na pesquisa social. Didática, São Paulo, v. v. 26/27, p. 149-158, 1990/1991.

MENTZER, J. T., et al. Defining supply chain management. Journal of Business Logistics, v.22, n.2, 2001.

MOYSÉS, GERSON L. R. A gestão da demanda na cadeia de suprimentos do setor hoteleiro brasileiro (Dissertação de doutorado). Universidade Presbiteriana Mackenzie. São Paulo, 2007.

NOVAES, ANTONIO G. Logística e gerenciamento da cadeia de distribuição: estratégia, operação e avaliação. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

PIRES, SÍLVIO R. I. Gestão da cadeia de suprimentos: conceitos. Estratégias, práticas e casos – Supply chain management. São Paulo: Atlas, 2007.

PROUD, J. F. Master sheduling: a pratical guide to competitive manufacturing. New York, John Wiley, 1999.

SILVA, HELIO. S. A elasticidade da procura norte-americana de café. Revista Brasileira de Economia, 3(4), 83-100, 1949.

TAYLOR, DAVID A. Logística na cadeia de suprimentos: uma perspectiva gerencial. São Paulo: Pearson Addison-Wesley, 2005.

VERGARA, SYLVIA C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração 3. ed. São Paulo: Atlas, 2000.

VOLLMANN, T. E.; BERRY, W. L.; WHYBARK, D. C.: Manufacturing Planning and Control Systems, Irwin McGraw-Hill, 4th ed., 1997.

VOLLMANN, T. E, COLLINS, R. S.,CORDON, C. Demand Chain Management – Lessons learned & future directions. Business Briefing: M2000 Business Briefing, n. 10, Lausanne, IMD, 1997.

YIN, ROBERT K. Estudo de caso: planejamento e métodos 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.




e-ISSN 2175-8018


Creative Commons License
IJIE - Iberoamerican Journal of Industrial Engineering foi licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.


Iberoamerican Journal of Industrial Engineering. Universidade Federal de Santa Catarina. Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas. Florianópolis, SC, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial do IJIE, encaminhe um e-mail para periodico.ijie@gmail.com ou ijie@contato.ufsc.br