Levantamento de quantitativos de obras: comparação entre o método tradicional e experimentos em tecnologia BIM

Adriana de Paula Lacerda Santos, Cristiano Eduardo Antunes, Guilherme Bastos Balbinot

Resumo


No mercado competitivo atual ressalta-se a importância da avaliação precisa dos custos dos empreendimentos de construção civil. A determinação desses custos é feita através do processo de orçamentação. Os orçamentos de obras compreendem, como passo preliminar, no levantamento dos quantitativos de serviços e de insumos. O levantamento das quantidades é, historicamente, realizado a partir da análise do projeto desenvolvido, das especificações técnicas e das plantas construtivas. Esse método pode, muitas vezes, apresentar-se falho, afetando, frequentemente, a tomada de decisão das empresas. Assim, este artigo busca analisar como a utilização de software BIM pode aprimorar o processo de levantamento de quantitativos. Para tanto, foram desenvolvidos três experimentos, comparando-se as diferenças entre o método convencional e os assistidos por software BIM. Observa-se que através da tecnologia BIM pode-se vislumbrar uma nova maneira de levantar quantitativos de obras, apontando-se como principais vantagens sobre o método tradicional a precisão e a rapidez dos levantamentos.


Palavras-chave


Orçamento; Levantamento de quantitativos; Building Information Modeling

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALDER, M. A. Comparing time and accuracy of building information modeling to on-screen takeoff for a quantity takeoff of a conceptual estimate. Master of Science Thesis – School of Technology – Brigham Young University, 2006.

AMIRI, H. Building Information Modeling for construction applications: formwork installation and quantity takeoff. Master Thesis – The University of British Columbia, 2012.

ANDRADE, L. S. A contribuição dos sistemas BIM para o planejamento orçamentário das obras públicas: estudo de caso do auditório e da biblioteca de Planaltina. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Universidade de Brasília, 2012.

AUTODESK. Parametric building modeling: BIM’s foundation. 2005. Disponível em: . Acesso em: 05/09/2012.

AYRES FILHO, C. Acesso ao modelo integrado do edifício. Dissertação (Mestrado em Construção Civil) – Universidade Federal do Paraná, 2009.

COELHO, R. S. Orçamento de obras prediais. São Luís, MA: Editora UEMA, 2001.

DIAS, P. R. V. Engenharia de Custos: metodologia de orçamentação para obras civis - 5ª ed., Curitiba, PR: Copiare, 2004.

DIEESE, Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. Estudo No. 56 – Estudo Setorial da Construção Civil 2011. São Paulo, SP, 2011.

EASTMAN, C. M.; TEICHOLZ, P.; SACKS, R.; LISTON, K. BIM Handbook: A Guide to Building Information Modeling for Owners, Managers, Designers, Engineers and Contractors. Hoboken: Wiley, 2008.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 3ª. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

HARTMANN, T.; MEERVELD, H. V.; VOSSEBELD, N.; ADRIAANSE, A. Aligning building information model tools and construction management methods. Automation in Construction, v. 22, p. 605-613, 2012.

JIANG, X. Developments in cost estimating and scheduling in bim technology. Master Thesis – Northeastern University, 2011.

KERN, A. P. Proposta de um modelo de planejamento e controle de custos de empreendimentos de construção. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, UFRGS, Porto Alegre, 2005.

LIMMER, C. V. Planejamento, Orçamentação e Controle de Projetos e Obras. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos Editora S.A., 1997.

MATTOS, A. D. Como preparar orçamentos de obras: dicas para orçamentistas, estudos de caso e exemplos. São Paulo: Editora Pini, 2006.

MEERVELD, H. V. Reflections on estimating: The effects of project complexity and the use of bim on the estimating process. Bachelor Thesis - University of Twente, 2009.

NBIMS – National Building Information Modeling Standard. Overview, Principles and Methodologies, Version 1.0 — Part 1, 2007. Disponível em: . Acesso em: 07/04/2012.

PARISOTTO, J. A. Análise de estimativas paramétricas para formular um modelo de quantificação de serviços, consumo de mão-de-obra e custos de edificações residenciais - Estudo de Caso para uma Empresa Construtora. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção). Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina. 2003.

ROBINSON, C. Structural BIM: discussion, case studies and latest developments. The structural design of tall and special buildings, v. 16, p. 519-533, 2007.

ROBSON, C. Real world research: a resource for social scientists and practitioner - researchers. 2nd ed. Blackwell Publishing, 2002.

ROGINSKI, D. Quantity Takeoff process for bidding stage using BIM tools in Danish Construction Industry. Master Thesis – Technical University of Denmark, 2011.

SABOL, L. Challenges in Cost Estimating with Building Information Modeling. 2008. Disponível em: . Acesso em: 02/02/2013.

TCPO, Tabelas de Composição de Preços para Orçamentos. – 13ª ed. - São Paulo: Editora Pini, 2008.

WITICOVSKI, L. C. Levantamento de quantitativos em projeto: uma análise comparativa do fluxo de informações entre as representações 2D e o modelo de informações da construção (BIM). Dissertação (Mestrado em Construção Civil) – Universidade Federal do Paraná, 2011.